Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas europeias caem com dados da inflação nos EUA

As bolsas europeias fecharam em queda, invertendo a tendência de subida verificada durante grande parte da sessão, depois do governo dos EUA ter anunciado que a inflação de Março cresceu mais do que as expectativas. O Dow Jones Stoxx 50 caiu 0,79% pressio

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 20 de Abril de 2005 às 17:51
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As bolsas europeias fecharam em queda, invertendo a tendência de subida verificada durante grande parte da sessão, depois do governo dos EUA ter anunciado que a inflação de Março cresceu mais do que as expectativas. O Dow Jones Stoxx 50 caiu 0,79% pressionado pela Nestlé e pela Glaxosmithkline.

O índice de preços no consumidor dos Estados Unidos teve o maior aumento desde Outubro do ano passado, em Março. A inflação subiu 0,6% face ao mês anterior, impulsionada pelos preços da energia, das tarifas aéreas, da comida e dos medicamentos, divulgou o Departamento do Trabalho norte-americano. As estimativas dos analistas apontavam para um crescimento dos preços de 0,5%.

O IBEX caiu 0,33% para os 9.016,60 pontos pressionado pelo BBVA, que deslizou 0,82% para os 12,08 euros, e pelo Santander, que escorregou 0,44% para os 9,04 euros.

O CAC francês perdeu 0,31% para os 3.950,02 pontos com o contributo do BNP paribas, que desvalorizou 1,23% para os 52,20 euros, e da Societe Generale, que caiu 1,01% para os 78,10 euros.

O Footsie depreciou 0,69% para os 4.822 pontos. Os principais responsáveis pela queda deste índice foram a Glaxosmithkline e a Vodafone com quedas de 1,51% para os 1238 pence e de 0,91% para os 136 pence, respectivamente.

O DAX desvalorizava 0,62% para os 4.178,62 pontos pressionado pela E.ON, que perdeu 1,75% para os 65,25 euros, e pela Siemens, que deslizou 0,97% para os 57,93 euros.

Em Amesterdão, o AEX escorregou 0,77% para os 353,89 pontos, com a Royal Dutch Petroleum a liderar as perdas ao desvalorizar 1,22% para os 45,45 euros. O ING Groep também contribuiu com um deslize de 0,91% para os 25,70 euros.

Ver comentários
Outras Notícias