Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas europeias caem pressionadas pela valorização do euro

As bolsas europeias perdiam pressionadas por empresas como a DaimlerChrysler e pela LVMH Moet Hennessy Louis Vuitton, uma vez que o dólar atingiu hoje um novo máximo histórico acima dos 1,33 dólares. O Dow Jones Stoxx 50 deslizava 0,51% para 2.750,89 pont

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 26 de Novembro de 2004 às 11:16

As bolsas europeias perdiam pressionadas por empresas como a DaimlerChrysler e pela LVMH Moet Hennessy Louis Vuitton, uma vez que o euro atingiu hoje um novo máximo histórico acima dos 1,33 dólares. O Dow Jones Stoxx 50 deslizava 0,51% para 2.750,89 pontos, pressionado pela BP e pela Total.

O IBEX caía 0,41% para os 8.719,10 pontos, com a Telefónica a pressionar com uma queda de 0,60% para os 13,19 euros e com o Santander a deslizar 0,55% para os 9,06 euros.

O FTSE cotava nos 4.729 pontos a cair 0,51%. Os títulos que mais pressionavam eram os da BP, que perdia 0,73% para os 543,5 pence e os da Vodafone, que desvalorizavam 0,52% para os 143 pence.

Em Paris, o CAC desvalorizava 0,83% para os 3.766,25 pontos com a Total a deslizar 0,90% para os 165,2 euros e com a Sanofi a perder 1,05% para os 56,8 euros. A Renault caía 0,8% para os 61,95 euros

O DAX cotava nos 4.138,39 pontos, a perder 0,53% pressionado pela Siemens e pela Allianz que escorregavam 0,62% para os 60,45 euros e 0,75% para os 93,96 euros, respectivamente. A DaimlerChrysler deslizava 0,8% para os 33,58 euros. A fabricante de automóveis alemã disse ontem que o avanço do euro face ao dólar iria reduzir os lucros da sua unidade de carros de luxo Mercedes-Benz.

O AEX desvalorizava 0,57% para os 338,28 pontos. A Philips Electronics perdia 1,12% para os 19,37 euros enquanto o Fortis travava maiores perdas.

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio