Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas europeias deslizam pressionadas pela subida do petróleo

As bolsas europeias desvalorizaram pela primeira vez em cinco sessões, pressionadas pelas fabricantes químicas e de automóveis, no dia em que os preços do petróleo dispararam depois do anúncio de queda de reservas nos EUA e de aumento de produção da OPEP

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 15 de Junho de 2005 às 17:20
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As bolsas europeias desvalorizaram pela primeira vez em cinco sessões, pressionadas pelas fabricantes químicas e de automóveis, no dia em que os preços do petróleo dispararam depois do anúncio de queda de reservas nos EUA e de aumento de produção da OPEP considerado insuficiente para responder ao aumento da procura. O Dow Jones Stoxx 50 encerrou o dia a cair 0,45% para os 3.012,71 pontos.

O barril de crude atingiu os 56,70 dólares na bolsa de Nova Iorque, ao subir 3,09%, em reacção à descida dos «stocks» de petróleo nos Estados Unidos e ao facto de o aumento na produção de 500 mil barris, anunciado pela OPEP ser considerado insuficiente pelo mercado.

O IBEX [ibex] caiu 0,53% para os 9.563,60 pontos. A Metrovaces escorregou 5,35% para os 49,69 euros no dia em que anunciou um aumento de capital no valor de mil milhões de euros para ajudar a financiar a aquisição da empresa francesa Gecina. A Iberdrola e a Gás Natural desceram 1,76% para os 21,19 euros e 0,91% para os 22,79 euros, respectivamente.

O Footsie desceu 0,52% para os 5.020,70 pontos com as farmacêuticas a liderarem as perdas. A Glaxosmithkline desvalorizou 1,78% e a Astrazeneca perdeu 1,23%. A AstraZeneca, terceira maior farmacêutica da Europa, foi multada em 60 milhões de euros pela Comissão Europeia que acusa a farmacêutica de abuso de posição dominante impedindo que produtos genéricos, substitutos do fármaco para úlceras Prisolec, entrem no mercado.  

Em França o CAC [cac] depreciou 0,32% para os 4.184,36 pontos. A Stmicroelectronics caiu 1,57% para os 13,17 euros e a Peugeot desceu 1,03% para os 46,96 euros. O BNP Paribas contrariou a tendência e ganhou 1,17% para os 56,35 euros.

O AEX [aex] encerrou a negociar nos 375,82 pontos ao descer 0,50%. A Philips deslizou 5,37% para os 21,32 euros depois de dizer que a procura dos consumidores europeus, mais fraca do que o esperado pela companhia, está a afectar os planos de crescimento da empresa.

Na Alemanha o DAX [dax] caiu 0,94 % para os 4.548,42 pontos. A BMW depreciou 2,15% para os 36,45 euros e a Bayer cedeu 1,02% para os 28,06 euros. A Basf também desvalorizou 0,67% para os 56,01 euros.

Mais lidas
Outras Notícias