Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas europeias em queda com operadoras aéreas a baixarem capacidade

As Bolsas na Europa fecharam em descida, e o DJ Stoxx 50 cedia 2,13%. As acções da empresa de defesa EASD, dona da Airbus, caíram 5,5%, depois da Air Frace ter cancelado encomendas de aviões, com a guerra no Iraque.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 27 de Março de 2003 às 17:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As Bolsas na Europa fecharam em descida, e o DJ Stoxx 50 cedia 2,13%. As acções da empresa de defesa EASD, dona da Airbus, caíram 5,5%, depois da Air Frace ter cancelado encomendas de aviões, com a guerra no Iraque.

O Dow Jones Stoxx 50 desvalorizava 2,13% nos 2.188,61 pontos. O «Washington Post» avançou hoje que a guerra no Iraque deveria durar meses, citando fontes anónimas do departamento de defesa, um factor que continuava a pressionar os mercados, e a condicionar a actividade das empresas.

Em Paris, o CAC 40 [CAC] caiu 2,32% para 2.722,84 pontos, e a empresa de defesa EADS, dona da Airbus, liderou as perdas, desvalorizando 5,5%. A Air France depreciou 5,3%, depois da guerra no Iraque ter levado a operadora aérea a cortar a capacidade de voos em Abril em 7%.

O DAX [DAX] alemão caía 1,76% nos 2.534,03 pontos, e a Munich Re afundava mais de 13%, depois de ter anunciado prejuízos no quarto trimestre acima das projecções dos analistas. A seguradora Allianz, a maior da Europa, perdia 5,2%.

Em Londres, o FTSE 100 [UKX] desceu 1,52% para 3.735,30 pontos, e a British Airways perdeu 4,7%, em linha com o sector na Europa.

Na Bolsa de Amesterdão, o AEX decresceu 1,95% para 261,38 pontos. O papel mais negociado foi o Philips Electronics que deslizou 4,13%, seguida pela Royal Dutch que caiu 2,68% para 38,18 euros.

Em Madrid, o IBEX 35 [IBEX] deslizou 1,89% para 6.026,60 pontos, e a petrolífera Repsol regrediu 4,2% para 13,60 euros, depois da Endesa ter anunciado a intenção de alienar 3% do capital da empresa.

Outras Notícias