Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas europeias fecham em queda pressionadas por petrolíferas

As bolsas europeias fecharam a cair pressionadas pelas petrolíferas afectadas pelo facto de quer o crude quer o «brent» ter desvalorizado pela quarta sessão consecutiva. O índice Dow Jones Stoxx 50 caiu 0,42% para 3.128,14 pontos.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 21 de Outubro de 2005 às 20:48

As bolsas europeias fecharam a cair pressionadas pelas petrolíferas afectadas pelo facto de quer o crude quer o «brent» ter desvalorizado pela quarta sessão consecutiva. O índice Dow Jones Stoxx 50 caiu 0,42% para 3.128,14 pontos.

O petróleo desvalorizou hoje pela quarta sessão consecutiva uma vez que o furacão «Wilma» se tornou menos ameaçador para os campos petrolíferos no Golfo do México.

A sueca Ericsson, a maior fabricante mundial de redes móveis, anunciou hoje que os lucros do terceiro trimestre cresceram 22%, devido a um crescimento da procura dos seus produtos e serviços. No entanto, os números ficaram abaixo do esperado pelos analistas. As acções da empresa caíram 0,38% para as 26,1 coroas suecas mas chegaram a perder quase 2% durante a sessão.

Em Madrid, o IBEX 35 depreciou 0,13% para os 10.368,80 pontos pressionado pela petrolífera Repsol, que deslizou 1,03% para os 23,97 euros, e pela eléctrica Endesa que escorregou 0,57% para os 20,87 euros.

O DAX desvalorizou 0,53% para os 4.838,40 pontos pressionado pela Siemens que perdeu 0,98% para os 60,85 euros.

Em Paris, o CAC 40  caiu  0,55% para os 4.366,52 pontos com o contributo da Total, que escorregou 0,69% para os 201,4 euros e na praça londrina, o FTSE 100 desceu 0,43% para os 5.142,10 pontos. A Royal Dutch Shell recuou 1,79% para os 1644 pence.

O AEX desceu 0,77% para os 386,08 pontos pressionado pela Royal Dutch Shell que recuou 1,34% para os 24,32 euros.

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio