Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas europeias recuperam da maior queda semanal desde Novembro

Os mercados europeus encontram-se esta segunda-feira a subir, depois de registarem a maior queda semanal dos últimos cinco meses, numa altura em que Giorgio Napolitano aceitou voltar a ser presidente de Itália, e o G-20 se absteve no que toca às políticas de estímulos do Japão.

Jorge Garcia jorgegarcia@negocios.pt 22 de Abril de 2013 às 10:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O índice Stoxx 600, que reúne as principais acções do Velho Continente, está a apreciar 0,35% para negociar nos 286,20 pontos. Esta subida marca uma recuperação face à depreciação de 2,5% que se registou na última semana, a maior desde Novembro do ano passado. A penalizar a negociação das bolsas na última semana estiveram dados económicos dos Estados Unidos, China e Alemanha que falharam as previsões. Ainda assim, o índice europeu segue a valorizar 2,7% em 2013.

 

O ASE/FTSE e o MIBTEL, ou seja os índices bolsistas grego e italiano, são os que registam as maiores subidas, de 1,59% para 306,96 pontos e de 1,40% para 15.980,69 pontos. Giorgio Napolitano foi eleito para um segundo mandato como presidente de Itália, depois de aceitar um apelo dos líderes dos vários partidos para que se recandidatasse.

 

O governador do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda, saiu da reunião do G-20 a afirmar que foi encorajado a continuar a sua campanha para derrotar a deflação. O Banco Central irá reunir-se esta semana depois de afirmar, a 4 de Abril, que pretende duplicar a base monetária nos próximos dois anos.

 

O IBEX, o índice de referência espanhol, encontra-se a apreciar 0,29% para 7.938,60 pontos, com destaque para a Repsol e para o Banco Popular, que seguem a apreciar 0,71% e 0,53% para 16,425 e 0,566 euros, respectivamente.

 

Em França, o índice de referência, o CAC, encontra-se a subir 0,28% para 3.662,03 pontos, com a Axa e o BNP Paribas a apreciarem 1,31% e 1,48% para 13,165 euros e 39,54 euros, respectivamente.

 

O DAX, o índice de referência alemão, encontra-se a ganhar 0,33% para 7.484,24 pontos. Destaque  para as valorizações do Deutsche Bank e da Allianz, que seguem a apreciar 0,75% e 1,11% para 30,325 e 104,80 euros, respectivamente.

 

O índice inglês, o Footsie, sobe 0,36% para 6.309,42 pontos, e o português PSI-20 aprecia 0,52% para 5.849,59 pontos.

 

O AEX, o índice holandês, é o único que segue em terreno negativo, encontrando-se a depreciar 0,01% para 341,63 pontos.

Ver comentários
Saber mais Bolsas europeias Stoxx600 IBEX CAC DAX AEX
Outras Notícias