Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas europeias sobem com sector da banca e seguros a impulsionar

As praças na Europa negociavam em subida, com os papéis do sector da banca e de seguros a liderarem os ganhos, depois do ING Groep, do Barclays e do HVB terem desvendo lucros acima das estimativas dos analistas.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 05 de Agosto de 2004 às 09:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As praças na Europa negociavam em subida, com os papéis do sector da banca e de seguros a liderarem os ganhos, depois do ING Groep, do Barclays e do HVB terem desvendo lucros acima das estimativas dos analistas.

O Dow Jones Stoxx 50 somava 0,38% a marcar 2.649,47 pontos, com a divulgação dos resultados trimestrais da banca a condicionarem a evolução do índice.

O AEX [AEX] de Amesterdão apreciava 0,79% para 325,96 pontos, com as acções do ING Groep a valorizarem 3,1% para 19,59 euros, depois do grupo financeiro ter anunciado lucros de 1,64 mil milhões de euros no segundo trimestre, contra os 1,13 mil milhões estimados pelos analistas sondados pela agência «Bloomberg».

Na Alemanha, o DAX [DAX] alemão aumentava 0,44% para 3.840,63 com os valores do HVB a crescerem 2,9% para 13,25 euros. O segundo maior banco alemão apresentou lucros de 155 milhões de euros no segundo trimestre, contra prejuízos de 217 milhões de euros no período homólogo de 2003. O rival Deutsche Bank apreciava 0,5% para 55,92 euros.

Em Paris, o CAC 40 [CAC] seguia a valorizar 0,69% para 3.632,40 pontos, com os papéis do Crédit Agricole a liderarem com um ganho de 2% para 20,29 euros. A empresa de defesa EADS progredia 1,6% para 22,47 euros, depois de Richard Branson da Virgin Atlantic Airways ter feito uma encomenda de 26 aviões à Airbus. A fabricante é detida em 80% pela EADS.

Na praça londrina, o FTSE 100 [UKX] apreciava 0,37% para 4.424,30 pontos, impulsionado pela recuperação de 4,5% das acções da British Sky Broadcasting que ontem sofreram a maior queda de sempre na bolsa londrina, após anunciar um plano de aumento das despesas que irá pressionar as contas nos próximos três anos.

Em Madrid, o IBEX 35 [IBEX] avançava 0,48% para 7.849,70 pontos. A companhia aérea Ibéria liderava os ganhos, com uma subida de 2,5% para 2,08 euros, e o Santander estava mais caro em 0,8% para 7,94 euros, numa altura em que o banco, segundo o «Financial Times», pondera a colocação de acções na bolsa de Londres, uma operação que visa facilitar a OPA em curso sobre o Abbey Nacional.

Outras Notícias