A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas europeias valorizam com expectativa de pausa na subida dos juros

As bolsas europeias ganharam terreno devido ao optimismo de que as economias do Velho Continente e dos EUA estão a crescer a um ritmo suficientemente rápido para aumentarem os lucros e manterem em contenção as subidas das taxas de juro. O mercado acredita

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 25 de Maio de 2006 às 17:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As bolsas europeias ganharam terreno devido ao optimismo de que as economias do Velho Continente e dos EUA estão a crescer a um ritmo suficientemente rápido para aumentarem os lucros e manterem em contenção as subidas das taxas de juro. O mercado acredita que, apesar do ritmo de crescimento económico acelerado, este tem abrandado, o que deverá contribuir para uma contenção na subida de juros.

«Ainda estamos com uma expansão razoavelmente sólida e os lucros ainda são significativos», disse à Bloomberg um estratega da Axa Investment Managers, Christopher Iggo.

Os títulos dos grupos mineiros Rio Tinto, BHP Billiton e Anglo American registaram uma subida depois de a Lehman Brothers ter dito que os investidores devem comprar acções das companhias mineiras.

O Dow Jones Stoxx 50 ganhou 1,33%, para 3.346,84 pontos. Cerca de 79% das empresas do Stoxx 50 que anunciaram os seus mais recentes resultados trimestres excederam as estimativas dos analistas, com a melhor «performance» em pelo menos 10 trimestres, de acordo com os dados da Bloomberg.

Os índices dos 10 mercados da Europa Ocidental que hoje estiveram a transaccionar fecharam em alta. A bolsa de Frankfurt foi a que registou maior acréscimo, com o DAX [dax] a ganhar 2,13%.

O Departamento norte-americano do Comércio reviu hoje o crescimento do PIB no primeiro trimestre em 5,3%, contra uma anterior previsão de 4,8%. No entanto, o novo valor ficou abaixo dos 5,8% esperados pelos economistas inquiridos pela Bloomberg, o que aliviou os receios de que as taxas de juro da maior economia do mundo continuem a subir.

Este cenário está também hoje a contribuir para a subida dos preços do petróleo e para a valorização do euro face ao dólar. O crude voltou a negociar-se acima dos 70 dólares por barril em Nova Iorque e a moeda única europeia ganhava 0,13% face à nota verde, fixando-se em 1,2770 dólares.

Ver comentários
Outras Notícias