Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas norte-americanas sobem; Dow Jones atinge máximo de seis meses

Os índices norte-americanos encerraram a sessão de hoje a subir, impulsionados pelo sector farmacêutico. O Dow Jones, que atingiu a pontuação máxima desde Novembro de 2002, subiu 0,28% e o Nasdaq 0,81%.

Isabel Aveiro ia@negocios.pt 03 de Junho de 2003 às 21:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os índices norte-americanos encerraram a sessão de hoje a subir, impulsionados pelo sector farmacêutico. O Dow Jones, que atingiu a pontuação máxima desde Novembro de 2002, subiu 0,28% e o Nasdaq 0,81%.

O Nasdaq [CCMP] encerrou nos 1.603, 56 pontos, e o Dow Jones [INDU] fechou nos 8.922,95 pontos.

Os títulos da International Business Machines (IBM) empurraram o Dow Jones para baixo, ao caírem 4,04% depois do maior fabricante mundial de computadores ter anunciado que o registo contabilístico das suas vendas está a ser investigado pelas autoridades governamentais.

Em sentido contrário, a Pfizer registou uma subida de 2%, depois do Wall Street Journal ter divulgado hoje que um dos componentes patenteados da farmacêutica poderá ajudar os doentes vítimas de cancro no sistema digestivo.

Ainda na indústria, mas desta feita automóvel, as acções dos construtores Ford Motor e DaimlerChrysler apresentaram quebras nas suas vendas mensais. Ainda assim a Ford viu os seus títulos subirem 2,13%.

Já a General Motors, que viu a sua facturação aumentar no mesmo período, viu os seus títulos caírem 1,13%

A Qualcomm, que produz tecnologia para telefones móveis, ajudou o Nasdaq, ao subir 3,99% depois de ter anunciado investimentos de quase cem milhões de euros em «start-ups» que desenvolvam patentes suas na China.

Hoje, Alan Greenspan, presidente da Reserva Federal norte-americana afirmou que a economia dos EUA poderá ter estabilizado e que os mercados financeiros estão a assinalar crescimento mais rápido, sobretudo com o impulso próximo do corte de taxas de juro nos EUA.

O american depositary receipt (ADR) da Portugal Telecom (PT) caiu 0,79% para 7,56 dólares (6,44 euros), enquanto em Lisboa a empresa fechou nos 6,41 euros, caindo 1,23%.

O ADR da Electricidade de Portugal (EDP) avançou 0,50% até 21,90 dólares (18, 66 euros), enquanto em Lisboa a empresa fechou nos 1,89 euros, subindo 0,53%. Cada ADR equivale a 10 acções da eléctrica nacional.

Outras Notícias