Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas nos EUA invertem tendência positiva após declarações de Buffett

As bolsas norte-americanas inverteram a tendência positiva com que iniciaram a sessão, depois do investidor multimilionário, Warren Buffett ter dito que a recessão nos EUA vai ser mais longa e profunda do que o esperado. O Dow Jones deslizava 0,04% enquan

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As bolsas norte-americanas inverteram a tendência positiva com que iniciaram a sessão, depois do investidor multimilionário, Warren Buffett ter dito que a recessão nos EUA vai ser mais longa e profunda do que o esperado. O Dow Jones deslizava 0,04% enquanto o Nasdaq subia 0,04% para os 2.424 pontos.

O índice industrial [indu] cotava nos 12.887,30 pontos.

Os principais índices norte-americanos abriram em alta, sustentados pela oferta de compra da Mars sobre a Wrigley, pela compra de uma participação na Ford por Kirk Kerkorian e pelo aumento dos lucros da Verizon.

No entanto, inverteram esta tendência depois das declarações de Warren Buffett à CNBC.

A pressionar seguiam empresas como a Microsoft que perdia 0,87% para os 29,57 dólares e a como a Dell, que deslizava 0,52% para os 19,01 dólares.

Do lado dos ganhos seguia a Wrigley, maior fabricante mundial de pastilhas elásticas, que está a ser impulsionada pela oferta da Mars para comprar a empresa por 23 mil milhões de dólares, o que corresponde a 28% mais do que valia a empresa no fecho da semana passada. As acções da empresa disparavam 23,28% para os 76,99 dólares.

A Ford também segue a ganhar terreno depois de o investidor Kirk Kerkorian ter anunciado que comprou uma posição de 4,7% na segunda maior fabricante automóvel dos Estados Unidos. Os títulos avançam 9,47% para os 8,21 dólares.

A Verizon, segunda maior operadora norte-americana de telecomunicações, está igualmente em alta de 1,97% para ps 37,77 dólares, sustentada pelo aumento de 9,8% dos seus lucros no primeiro trimestre.

Ver comentários
Outras Notícias