Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BPI impede maior queda na Euronext Lisbon

A bolsa nacional negociava em queda, com o PSI-20 a perder 0,21%. A contribuir para a descida do índice estavam a PT e a Sonae. O BPI e a Cimpor impediam uma maior descida do índice.

Bernardo Meira bmeira@mediafin.pt 24 de Outubro de 2003 às 11:28
  • Partilhar artigo
  • ...

A bolsa nacional negociava em queda, com o PSI-20 a perder 0,21%. A contribuir para a descida do índice estavam a PT e a Sonae. O BPI e a Cimpor impediam uma maior descida do índice.

O índice PSI-20 [PSI20] cotava nos 6.238,09 pontos, com quatro acções em subida, oito inalteradas e oito em queda.

A Portugal Telecom (PT) [PTC] desvalorizava 0,43% para 6,90 euros, juntamente com a Sonae SGPS [SON] que perdia 1,69% para os 0,58 euros com mais de um milhão de títulos movimentados. A Portucel [PTCL] recuava 0,74% para os 1,35 euros e a Cofina [COFI] descia 1,23% para os 2,41 euros.

A Sonae anunciou ontem que não quer um tratamento especial no processo de negociação que tem vindo a ser conduzido pelo Estado para a eventual saída da empresa do capital da Portucel, reiterando que se mantém contra o actual processo de privatização da papeleira.

No sector da banca, o Banco Comercial Português (BCP) [BCP] mantinha-se inalterado nos 1,72 euros, com menos de meio milhão de papéis movimentados e o Banco BPI [BPIN] valorizava 1,13% para os 2,69 euros.

O acordo entre o Estado angolano e o BPI, relativamente à divida contraída pelo primeiro, «está a ser formalizado», mas ainda não é previsível que a «recuperação de 70 milhões de dólares» (59,29 milhões de euros) ocorra ainda este trimestre, disse o presidente da instituição nacional, Artur Santos Silva.

O banco anunciou ontem que os lucros dos primeiros nove meses do ano cresceram 17%, em linha com o esperado.

A Cimpor avançava 0,57% para os 3,55 euros e a EDP [EDP] mantinha-se inalterada nos 1,98 euros.

Bolsas europeias seguem em tendência mista

As empresas tecnológicas europeias caem após a Microsoft ter anunciado ontem que os resultados líquidos do primeiro trimestre fiscal desceram, pelo facto de a empresa ter começado a tratar as «stock options» como despesas. As vendas registaram o menor crescimento desde 2000.

Em Madrid, o IBEX 35 [IBEX] negociava perdendo 0,1% nos 6.873,00 pontos. A contribuir mais para a descida do índice, estava o Banco Popular a perder 1,2% para os 43,99 euros e a petrolífera Repsol que descia 0,4% para os 14,66 euros. A liderar as valorizações estava a siderúrgica Arcelor que subia 0,8% para os 11,27 euros, juntamente com central de reservas Amadeus que caía 0,7% para os 5,44 euros.

Na Alemanha, o DAX [DAX] perdia 0,69% nos 3.472,79 pontos. O distribuidor de correio Deustche Post liderava as descidas a cair 1,7% nos 15,92 euros, juntamente com a eléctrica alemã que recuava 1,4% para os 42,25 euros. A fabricante de produtos electrónicos Siemens era o papel que contribuía mais para a descida do índice, desvalorizando 0,8% para os 54,58 euros.

Em Londres, o FTSE 100 [UKX] descia 0,04% nos 4.238,50 pontos. A distribuidora Exel liderava as perdas em 2,3% para as 7,48 libras (10,77 euros), juntamente com o grupo de capital de risco 3i Group, que recuava 1,9% para as 6,18 libras (8,90 euros). O Banco Barclays impedia uma maior descida do índice avançando 0,9% para as 5,07 libras (7,30 libras).

Na praça parisiense, o CAC 40 [CAC] ganhava 0,2% para os 3.270,79 pontos. O grupo francês fabricante de equipamento de telecomunicações Alcatel liderava os ganhos em 2,4% para os 10,67 euros, juntamente com a farmacêutica Aventis que avançava 0,8% para os 45,47 euros. A operadora de telecomunicações France Telecom descia 0,5% para os 21,35 euros e a maior fabricante europeia de semiconductores ST Microelectronics perdia 0,5% para os 21,89 euros.

O AEX de Amesterdão valorizava 0,22% para os 318,06 pontos. A contribuir mais para a subida do índice estava o banco ABN AMRO a subir 1,01% para os 17,05 euros enquanto a fabricante de produtos electrónicos Philips descia 1,4% para os 21,76 euros.

Outras Notícias