Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BVLP encerra a perder em linha com Europa; PSI20 quebra 1% (act.)

A Bolsa de Valores de Lisboa e Porto (BVLP) encerrou a sessão a perder, em linha com Europa, com a Portugal Telecom (PT) a cair 2,25% e o Banco Comercial Português (BCP) a ceder 1,92%. O PSI20 recuou 1% e o PSI30 desvalorizou 1,09%.

Negócios negocios@negocios.pt 30 de Janeiro de 2002 às 17:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Bolsa de Valores de Lisboa e Porto (BVLP) encerrou a sessão a perder, em linha com Europa, com a Portugal Telecom (PT) a cair 2,25% e o Banco Comercial Português (BCP) a ceder 1,92%. O PSI20 recuou 1% e o PSI30 desvalorizou 1,09%.

O PSI20 [PSI20] encerrou nos 7.653,90 pontos, com treze empresas a perder, duas inalteradas e cinco a subir, enquanto o PSI30 quebrou para os 3.643,24 pontos.

O Banco Comercial Português [BCP] caiu 1,92% para os 4,09 euros, depois do Santander Central Hispano ter revisto em baixa a recomendação de «manter» para «underperform», enquanto o BPI [BPIN] encerrou nos 2,45 euros, a ceder 0,41% e o Banco Espírito Santo [BESNN] desvalorizou 0,34% para os 14,45 euros.

A Portugal Telecom [PTC] caiu 2,25% para os 8,70 euros, enquanto a Telefónica caiu mais de 4% na Bolsa de Madrid. A operadora portuguesa anunciou ontem ter realizado, no início deste ano, uma colocação particular de dívida junto de cinco bancos de investimento internacionais no valor de 250 milhões de euros, para fazer face às necessidades de tesouraria.

A PT poderá também vir a subscrever acções da Telesp Celular Participações (TCP) que não forem adquiridas pelos outros accionistas da empresa num aumento de capital da sua operadora móvel brasileira, que poderá ascender aos 800 milhões de dólares (925,6 milhões de euros).

A PT Multimédia [PTM] resvalou 3,57% para os 7,56 euros, enquanto as novas acções da participada da PT, admitidas em Bolsa a 12 de Dezembro de 2001 [PTMX], ganharam 2,79% para os 6,99 euros, depois de terem registado na sessão um novo mínimo histórico, nos 6,67 euros. A Lusomundo, controlada pela PTM, aprovou, em Assembleia Geral (AG) realizada ontem, a redução da comissão executiva de sete para três membros, com Luís Ribeiro a manter-se à frente dos destinos da empresa de media, ao ocupar o cargo de presidente executivo.

A Vodafone Telecel [TLE] quebrou 1,04% para os 9,54 euros, enquanto o seu principal, a britânica Vodafone, caiu 2,59% na Bolsa de Londres. Os lucros da segunda maior operadora móvel portuguesa cresceram 34% nos primeiros nove meses do ano para os 83,9 milhões de euros, ou 0,39 euros por acção, um valor em linha com o esperado pelos analistas contactados pelo Negocios.pt, enquanto a receita mensal média por utilizador (ARPU) nos nove primeiros meses do ano recuou de 32,49 euros para 29,83 euros.

A Electricidade de Portugal [EDP], que inaugurou ontem uma central de ciclo combinado de turbinas a gás em Macau num investimento de 170 milhões de euros, recuou 0,43% para os 2,34 euros, enquanto a espanhola Iberdrola perdeu 0,93% na Bolsa de Madrid.

A eléctrica nacional afirmou ontem afimrou ontem que quer alienar as posições detidas no capital da marroquina Redal, e nas brasileiras Companhia de Electricidade do estado do Rio de Janeiro (CERJ) e Companhia Energética do Ceará (Coelce).

A Sonae.com [SNC] cresceu 0,97% para os 3,13 euros, depois de ontem a EDP Rui Horta Costa, administrador financeiro da EDP, ter afirmado que existem potenciais compradores interessados em comprar a posição da eléctrica na operadora móvel Optimus, controlada pela «dotcom» do Grupo Sonae.

A Efacec [EFA] subiu 1,71 % para os 2,97 euros, depois de ter anunciado que a Fundação Ernesto Lourenço Estrada, Filhos passou a controlar 2,05% do capital da empresa de robótica liderada por António Cardoso Pinto.

Na distribuição, a Modelo Continente [MCON] cedeu 0,57% para os 1,73 euros, enquanto a Jerónimo Martins [JMAR] disparou 4,17% para os 8,49 euros, depois de ter caído 9,44% nas últimas cinco sessões.

Outras Notícias