Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BVLP segue ganhos da Europa impulsionada por PT e BPI; PSI20 sobe 0,75%

A Bolsa de Valores de Lisboa e Porto (BVLP) acompanhava os ganhos das suas congéneres europeias, impulsionada pela Portugal Telecom e pelo BPI. O PSI20 avançava 0,75% e o PSI30 crescia 0,61%.

Duarte Costa 01 de Fevereiro de 2002 às 12:04
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Bolsa de Valores de Lisboa e Porto (BVLP) acompanhava os ganhos das suas congéneres europeias, impulsionada pela Portugal Telecom e pelo BPI. O PSI20 avançava 0,75% e o PSI30 crescia 0,61%.

O PSI30 marcava 3.668,58 pontos, enquanto o PSI20 [PSI20] estava nos 7.717,78 pontos, com oito empresas a ganhar, seis a perder e seis inalteradas.

O volume de negócios da BVLP, em termos de valor, ascendia aos 43 milhões de euros. Segundo um operador contactado pelo Negocios.pt, «a antecipação da abertura da Bolsa portuguesa não veio trazer maior liquidez».

O BPI [BPIN] trepava 4,07% para os 4,56 euros, com os «investidores a acreditarem que o banco continua a um preço apetecível para poder ser comprado», explicou o mesmo operador.

De acordo com as estimativas da Fox-Pitt Kelton, o banco liderado por Artur Santos Silva, que apresenta resultados anuais a 7 de Fevereiro, deverá ter lucrado 132 milhões de euros em 2001, contra os 175 milhões de euros obtidos no exercício anterior.

A Portugal Telecom [PTC] ganhava 1,16% para os 8,75 euros, enquanto a espanhola Telefónica avançava 2,2% na Bolsa de Madrid.

A PT Inovação, empresa do Grupo PT, vai «abrir formalmente» uma subsidiária no Brasil no próximo dia 7 de Fevereiro, no primeiro passo da sua internacionalização, disse ontem ao Negocios.pt Paulo Nordeste, presidente executivo da empresa.

De acordo com o mesmo operador, «a Electricidade de Portugal [EDP] continua a reflectir o desinteresse dos investidores», cotando inalterada nos 2,35 euros.

A Brisa [BRISA], que apresenta resultados a 1 de Março, ganhava 1,84% para os 4,97 euros. A CCR, concessionária de auto-estradas brasileira, participada pela Brisa, inicia hoje a negociar no «Novo Mercado» do Bovespa.

A Vodafone Telecel [TLE] subia 3,56% para os 9,89 euros, estando «a beneficiar das recentes recomendações de compra efectuadas por algumas corretoras», afirmou o mesmo operador.

A ParaRede [PARA] resvalava 4,62% para os 0,62 euros, depois de ontem ter anunciado que foi alvo de uma acção judicial, no valor de 2,64 milhões de euros, que lhe foi interposta pela espanhola AOL Servicios Interactivos Multimedia.

Na Bolsa de Madrid, o IBEX [IBEX] avançava 1,49% para os 8.170,70 pontos, com a Telefónica a somar 2,2% para os 13,95 euros.

O DAX [DAX] alemão valorizava 0,5% para os 5.133,29 pontos, com a Siemens a subir 0,53% para os 68,91 euros.

O principal índice da Bolsa de Paris, o CAC [CAC], marcava 4.484,97, valorizando 0,52%, com a Alcatel a trepar 2,27% para os 18 euros.

Em Amesterdão, o AEX somava 0,39% para os 502,86 pontos, com a Philips Electronics a crescer 2,03% para os 32,22 euros.

Na Bolsa de Milão, o MIBTEL [MIBTEL] valorizava 0,43% para os 22.942 pontos, com a Telecom Italia a subir 1,35% para os 9,39 euros.

O FTSE [UKX] londrino avançava 1,06% para os 5.219,80 pontos, com a Vodafone a subir 1,48% para os 1,55 libras (2,54 euros).

Ver comentários
Outras Notícias