Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BVLP segue pouco alterada a aguardar decisão do FED

A Bolsa nacional seguia pouco alterada, numa sessão marcada pela fraca liquidez, com os investidores a aguardarem a decisão do FED. O PSI20 ganhava 0,02% e o PSI30 permanecia inalterado.

João Mata 21 de Agosto de 2001 às 13:05
  • Partilhar artigo
  • ...
A Bolsa nacional seguia pouco alterada, numa sessão marcada pela fraca liquidez, com os investidores a aguardarem a decisão do FED. O PSI20 ganhava 0,02% e o PSI30 permanecia inalterado.

O PSI20 [PSI20], principal índice da Bolsa de Valores de Lisboa e Porto (BVLP), marcava 7.686,93 pontos e o PSI30 estava nos 3.569,17 pontos, enquanto o Euro Stoxx 50, que agrega as 50 maiores empresas europeias em termos de capitalização bolsista, avançava 0,69% para os 3.662,65 pontos.

«A liquidez do mercado está muito fraca, com cerca de 20 milhões de euros (4 milhões de contos) negociados», afirmou um operador em declarações ao Negocios.pt.

Quando se souber a decisão do FED nos Estados Unidos (EUA) o mercado já esta á fechado e até lá não deve haver muitos investidores com vontade de arriscar», explicou a mesma fonte.

O FED vai reunir hoje, com os analistas a estimarem que a autoridade monetária norte-americana irá baixar a sua taxa directora em 25 pontos base, para os 3,5%, efectuando a sétima redução desde o início deste ano, na tentativa de estimular o crescimento da maior economia mundial.

A Portugal Telecom (PT) [PLTM] ganhava 0,41% para os 7,42 euros (1.488 escudos) com a maior operadora nacional a apresentar uma liquidez abaixo da habitual, com cerca de 788 mil títulos transaccionados.

Nas subsidiárias do grupo liderado por Murteira Nabo, a PT Multimédia (PTM) [PTM] crescia 0,67% para os 9,06 euros (1.816 escudos), enquanto a «dotcom» [PTD] valorizava 1,21% para ops 2,50 euros (501 escudos).

A Telecel Vodafone [TLE] progredia 1,96% para os 7,30 euros (1.464 escudos), enquanto a Sonae.com [SNC], que controla a operadora móvel Optimus, apreciava 1,05% para cotar nos 1,93 euros (387 ecsudos).

A ganhar seguiam também a «casa mãe» do grupo liderado por Belmiro de Azevedo, a Sonae SGPS [SON], que subia 1,39% para os 0,73 euros (146 escudos), e a Electricidade de Portugal, que crescia 0,68% para os 2,97 euros (595 escudos) e liderava a liquidez do mercado em termos de volume, com 1,87 milhões de acções negociadas.

Em sentido contrário evoluíam o Banco Comercial Português (BCP) [BCP], que recuava 1,15% para os 4,30 euros (862 escudos), e a Cimpor [CIMP], que deslizava 1,49% para os 19,80 euros (3.970 escudos).

Ver comentários
Outras Notícias