Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Caixa Geral de Depósitos sai do capital da Portugal Telecom

O banco público pretende proceder à alienação de 6,11% do capital social da operadora. As acções da Portugal Telecom estão, esta quinta-feira, suspensas na bolsa de Lisboa.

Cátia Barbosa/Negócios
Negócios 24 de Outubro de 2013 às 08:23
  • Assine já 1€/1 mês
  • 13
  • ...

A Caixa Geral de Depósitos anunciou esta quinta-feira, em comunicado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários, que "pretende proceder à alienação de 54.771.741 acções da Portugal Telecom, representativas de aproximadamente 6,11% do capital social" da operadora.

 

Este valor corresponde à quase totalidade da participação que o banco público detém na Portugal Telecom: 6,31%, ou seja, 56.582.921 de acções. A CGD é o quarto maior accionista da PT, a seguir ao Grupo Espírito Santo (10,12%), a RS Holding (10,05%) e a Telemar Norte Leste (10%).  

 

A Caixa Geral de Depósitos explica, em comunicado, que esta venda faz parte de uma "estratégia de desinvestimento em activos não estratégicos". O banco público irá agora proceder ao lançamento de uma oferta particular das acções, "através de um processo de 'accelerated bookbuilding' dirigido em exclusivo a investidores qualificados". A recepção de ordens tem efeito imediato.

 

Esta oferta particular de acções será concluída ainda esta quinta-feira. O CaixaBI e o Crédit Suisse actual enquanto joint bookrunners da oferta. 

 

Segundo os termos da oferta, a que a Bloomberg teve acesso, a posição da CGD será vendida a um intervalo de preços entre os 3,45 euros e os 3,583 euros por acção. Ou seja, o banco público pode encaixar com esta venda entre 188,9 milhões de euros e 196,2 milhões de euros. 

 

As acções da operadora encerraram a sessão desta quarta-feira a negociar precisamente nos 3,583 euros, o valor mais elevado do intervalo. 

 

(Notícia actualizada às 08h58)    

Ver comentários
Saber mais Caixa Geral de Depósitos PT
Outras Notícias