Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

China no melhor e no pior na lista dos mais ricos

A turbulência na bolsa da China marcou o último ano. Além dos receios que espalhou por todo o mundo, acabou pode deixar "mossa" nas carteiras de alguns multimilionários.

18º - Wang Jianlin, China. Fortuna de 28,7 mil milhões de dólares
Bloomberg
Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 01 de Março de 2016 às 20:20
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A lista dos multimilionários publicada pela Forbes, esta terça-feira, tem 198 novos integrantes, menos do que as 290 entradas registadas no ano passado. E, destes quase 200 novos multimilionários, 70 vieram da China, o país que mais novos ricos registou. Ao mesmo tempo, liderou também as saídas.


A lista dos mais ricos do mundo que todos os anos a Forbes divulga tem, em 2016, menos novidades do que no ano passado. Ainda assim, destes, mais de 35% vieram da China. Os Estados Unidos contribuíram com 33 novos membros, a Alemanha com 28 e a Índia com oito novos milionários.


Mas, além de estar no melhor, a China esteve também no pior. É que, com a economia a destacar-se, desde o Verão de 2015, como motivo de preocupação para os investidores a nível mundial, as acções têm sofrido perdas. Só desde o início deste ano, a bolsa de Xangai desce mais de 20%.


Foi esta desvalorização das acções chinesas que justificou também o elevado número de saídas da lista dos multimilionários. Saíram 42 milionários chineses da lista face ao ano anterior, o maior número de saídas em termos regionais. No total, foram 221 as pessoas que deixaram de integrar o "ranking" face a 2015.


Numa distribuição regional, é nos Estados Unidos que estão mais multimilionários (540). A China ocupa a segunda posição (251) e a Alemanha surge em terceiro lugar (120).

Wang Jianlin (na foto) é, actualmente, o homem mais rico da China, com uma fortuna avaliada em 28,7 mil milhões de dólares. Lidera o Dalian Wanda Group desde 1989 e, em Janeiro do ano passado, comprou 20% do Atlético de Madrid.

Ver comentários
Saber mais China acções Xangai multimilionários rico Forbes
Outras Notícias