Bolsa Chipre afasta Dow Jones de máximo histórico

Chipre afasta Dow Jones de máximo histórico

A decisão do Eurogrupo de impor perdas aos detentores de depósitos no Chipre ensombrou os mercados e Wall Street não foi excepção.
Chipre afasta Dow Jones de máximo histórico
Diogo Cavaleiro 18 de março de 2013 às 20:30

Wall Street não escapou ao sentimento negativo que se verificou esta segunda-feira nos mercados financeiros, embora com desvalorizações menos acentuadas do que no início da sessão.

 

O Dow Jones, que renovou sucessivamente recordes na semana passada, deslizou pela segunda vez consecutiva. O índice caiu 0,43% para os 14.452,06 pontos.

 

O S&P 500 resvalou 0,55% para os 1.552,13 pontos, ao passo que o tecnológico Nasdaq, o que mais recuou no início da sessão, cedeu 0,35% para os 3.237,59 pontos.

 

A banca foi o sector mais penalizado, depois de ter sido anunciado que o Chipre será alvo de um resgate de 10 mil milhões de euros. Nesta ajuda, os depositantes dos bancos cipriotas vão ter de contribuir com um imposto sobre os depósitos, o que está a trazer preocupações para os mercados. O governo cipriota aceitou lançar um imposto de 6,7% sobre os depósitos abaixo de 100 mil euros, e de 9,9% nos depósitos acima de 100 mil euros, embora esta questão ainda espere aprovação parlamentar. 

 

O responsável de venda de acções Patrick Spence comentou à agência Bloomberg, no início da sessão, que as decisões em torno do Chipre “são uma preocupação, especialmente para as maiores economias como Itália e Espanha”. Os investidores estão preocupados com a possibilidade de, no caso de ser necessário resgatar economias de maior dimensão, os seus depositantes venham a sofrer, muito embora os responsáveis da troika tenham garantido que o Chipre é “um caso único”.

 

Angus Gluskie, director de gestão da White Funs Management, disse à mesma fonte que “os mercados estão a reagir negativamente porque os investidores procuravam uma razão para vender”.

 

Wall Street marcou valorizações sucessivas na última semana, com o Dow Jones a renovar, sucessivamente, máximos históricos, e com o S&P 500 a aproximar-se, igualmente, do seu valor mais alto de sempre. Contudo, depois de já terem caído ligeiramente na sexta-feira, voltaram hoje a perder terreno.

 

Esta semana, na quarta-feira, ocorre a conferência de imprensa trimestral de Ben Bernanke. O presidente da Reserva Federal, o banco central dos EUA, deverá assinalar que a política monetária deverá continuar acomodatícia, segundo esperam os economistas.

 

 

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI