Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Citigroup afunda mais de 4% após resultados e arrasta bolsas dos EUA

Os resultados hoje apresentados pelos bancos norte-americanos Goldman Sachs e Citigroup não convenceram os investidores e estão mesmo a pressionar a negociação bolsista. Os títulos do Citigroup estão a deslizar mais de 4%.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 15 de Outubro de 2009 às 15:02
Os resultados hoje apresentados pelos bancos norte-americanos Goldman Sachs e Citigroup não convenceram os investidores e estão mesmo a pressionar a negociação bolsista. Os títulos do Citigroup estão a deslizar mais de 4%.

O Dow Jones recua 0,11% para os 10.005,30 pontos, o Nasdaq desce 0,28% para os 2.166,16 pontos e o S&P500 desvaloriza 0,20% para os 1.089,88 pontos.

O dia foi hoje marcado pela apresentação dos resultados do Goldman Sachs e do Citigroup. E apesar dos lucros terem superado as estimativas dos analistas consultados pela Bloomberg, os dados acabaram por não convencer os investidores que estão a penalizar a negociação bolsista.

O Citigroup anunciou um prejuízo de 27 cêntimos, relacionado com a já anunciada conversão de acções preferenciais em acções ordinárias. A média das estimativas dos analistas apontava para um prejuízo de 29 cêntimos por acção. Apesar dos números não terem sido tão “negros” como o previsto, as acções do banco seguem a descer 4,60% para 4,77 dólares.

O Goldman Sachs segue também a perder 2,05% para 188,33 dólares, depois de ter anunciado que o resultado líquido do terceiro trimestre foi de 3,19 mil milhões de dólares, mais do que triplicando o resultado homólogo de 845 milhões de dólares. O ganho por acção foi de 5,25 dólares, que compara com os 4,18 dólares por acção, para que apontava a média das estimativas dos analistas. A estimativa mais optimista recolhida pela Bloomberg apontava para os 4,75 dólares por acção.

O sentimento negativo espalhou-se um pouco por todo o sector bancário, com o JPMorgan a descer 1,19% para os 46,60 dólares e o Bank of America a depreciar 2,26% para os 18,17 dólares.

Ainda hoje serão conhecidos os resultados trimestrais da Google, ainda que só depois do fecho do mercado. As acções da empresa seguem a descer 0,26% para os 533,945 dólares.

Ainda no sector tecnológico, a Intel recua 0,1% para os 20,81 dólares, depois de ontem ter apresentado os resultados do terceiro trimestre com os números a provocarem uma subida das acções. Os títulos da Inter chegaram a negociar no valor mais elevado desde o início de Setembro de 2008, ao tocarem nos 21,27 dólares.

1 euro = 1,4898 dólares

Veja também:

As cotações dos principais índices

A evolução das acções do Dow Jones e Nasdaq 100


Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio