Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Citigroup leva bolsas dos EUA a subirem mais de 1,5%

As principais praças norte-americanas abriram no verde, impulsionadas pelo "outlook" de lucros para o Citigroup, o que intensificou a ideia de que o pior da crise bancária poderá já ter passado.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 10 de Março de 2009 às 13:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
As principais praças norte-americanas abriram no verde, impulsionadas pelo "outlook" de lucros para o Citigroup, o que intensificou a ideia de que o pior da crise bancária poderá já ter passado.

O Dow Jones abriu a ganhar 1,88%, fixando-se nos 6.670,03 pontos.

O S&P 500 iniciou a sessão a subir 2,23% para 691,62 pontos.

O índice tecnológico Nasdaq marcava 1.294,55 pontos na abertura, com uma valorização de 2,04%.

O Citigroup disparou 17% no mercado de futuros, antes da abertura oficial das bolsas, depois de o seu CEO, Vikram Pandit, ter escrito num memorando interno que o banco, que recebeu 45 mil milhões de dólares (35,5 mil milhões de euros) de ajuda do governo dos EUA, está a registar o melhor trimestre desde 2007.

O JPMorgan, o Wells Fargo e o Bank of America subiam todos perto de 10%, animados também pelo facto de o presidente da Reserva Federal, Ben Bernanke, ter instado a uma profunda reforma das regulações financeiras.

Depois de cair para um mínimo de quase 17 anos no passado dia 6 de Março, o grupo financeiro do índice S&P 500 acusa uma perda de aproximadamente 84% desde o seu recorde de Fevereiro de 2007, salienta a Bloomberg.

Veja também:

As cotações dos principais índices

A evolução das acções do Dow Jones e Nasdaq 100
Ver comentários
Outras Notícias