Bolsa CMVM proíbe vendas a descoberto no BCP

CMVM proíbe vendas a descoberto no BCP

Após as acções do banco liderado por Nuno Amado terem afundado nesta sessão, o regulador liderado por Carlos Tavares decidiu proibir as vendas a descoberto. Isto numa altura em que o BCP tem 4,48% do capital em posições curtas.
CMVM proíbe vendas a descoberto no BCP
André Tanque Jesus 01 de junho de 2016 às 19:16

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) decidiu esta quarta-feira, 1 de Junho, proibir a venda a descoberto de acções do BCP. A decisão foi anunciada em comunicado, com o regulador português a justificar a decisão com a acentuada queda registada pelo banco nesta sessão. Desvalorizaram quase 11%.

"A proibição das vendas a descoberto das acções representativas do capital social do Banco Comercial Português". Esta foi a decisão revelada pela CMVM esta quarta-feira, após o fecho do mercado, sendo que a decisão vigora apenas durante a próxima sessão, 2 de Junho.

O regulador liderado por Carlos Tavares justifica a decisão com "a diminuição do preço das acções, em relação ao preço de fecho do dia de negociação imediatamente anterior". Os títulos do BCP afundaram 10,78%, sendo que a CMVM salienta que pode proibir as vendas a descoberto quando os títulos caem 10% ou mais.

Actualmente, o banco liderado por Nuno Amado conta com 4,48% do capital em posições curtas, segundo a informação revelada no site do regulador dos mercados português. A CMVM explica ainda que "a flutuação do preço das acções em causa não pode excluir a ocorrência de um fenómeno de especulação com impacto negativo".


(Notícia actualizada às 19:21, com mais informação)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI