Bolsa Cofina dispara mais de 10% com OPA à Media Capital no horizonte

Cofina dispara mais de 10% com OPA à Media Capital no horizonte

Após duas sessões sem negociarem, as ações da Cofina estão novamente a ser transacionadas em Lisboa, tendo já disparado mais de 10% depois de a empresa liderada por Paulo Fernandes ter revelado a intenção de lançar uma OPA sobre a Media Capital se as negociações exclusivas com a Prisa chegarem a bom porto.
Cofina dispara mais de 10% com OPA à Media Capital no horizonte
Alexandre Azevedo
David Santiago 19 de agosto de 2019 às 09:01

As ações da Cofina seguem a somar 6% na sessão bolsista desta segunda-feira, 19 de agosto, num dia em que chegaram mesmo a disparar 10,11% para 0,40 euros, um máximo de 15 de julho.

Em menos de meia hora de negociação já tinham sido negociados 64.502 títulos da cotada, valor que compara com a média diária dos últimos seis meses de 53.992 títulos.

Esta segunda-feira assinala o regresso das ações da Cofina ao mercado, isto depois de a respetiva negociação ter estado suspensa, por decisão da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), nas sessões de quinta e sexta-feira e na última hora da sessão de quarta-feira.

Na quarta-feira, já depois de o Expresso ter avançado que a dona de títulos como o Negócios, Correio da Manhã e Sábado assegurara negociações exclusivas para a compra da Media Capital, a empresa que controla a TVI, os títulos da empresa liderada por Paulo Fernandes chegaram a valorizar um máximo de 6,71% para os 44,5 cêntimos, cotação em que seguiam a negociar até à suspensão decidida pela CMVM.

Nesse mesmo dia, a Cofina confirmou estar em conversações com a espanhola Prisa para a compra da TVI, porém foi apenas já na sexta-feira, e após o fecho da bolsa, que a cotada especificou que o acordo de negociações exclusivas tem uma duração de 30 dias mas pode ser prolongado.

A cotada liderada por Paulo Fernandes revelou ainda que se houver sucesso nas negociações com a Prisa, então avançará com a divulgação de um anúncio preliminar de oferta pública de aquisição OPA sobre as ações remanescentes da Media Capital, admitindo também a designação de um auditor externo para acompanhar o processo. 

Na sequência do comunicado enviado pela Cofina ao regulador, a CMVM decidiu levantar a suspensão dos títulos da cotada, que assim já negociaram logo desde a abertura da sessão desta segunda-feira. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI