Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Comentários da Fed e mortes na China pressionam Wall Street

Índices norte-americanos fecharam o dia no vermelho, com o tecnológico Nasdaq Composite a ser o que mais caiu durante a negociação.

A escalada do conflito armado na Ucrânia e a inflação fora de controlo arrastaram os mercados e a confiança dos empresários.
Carlo Allegri/Reuters
Sílvia Abreu silviaabreu@negocios.pt 21 de Novembro de 2022 às 21:28
  • Partilhar artigo
  • ...
As bolsas norte-americanas fecharam a negociação desta segunda-feira em terreno negativo. A penalizar os índices do outro lado do Atlântico estão os comentários por parte de responsáveis da Reserva Federal norte-americana (Fed).  Apesar de vários terem defendido a continuidade dos aumentos dos juros diretores, a opinião sobre quão longe estes devem ir não é consensual.

Também as novas mortes por covid-19 na China estão a gerar preocupação entre os investidores, que temem um possível reforço das medidas de combate à doença por parte da segunda maior economia mundial.

O índice de referência S&P 500 cedeu 0,39% para 3.949,94 pontos, pressionado sobretudo pelas tecnológicas, que são mais suscetíveis à política monetária. Já o industrial Dow Jones perdeu 0,13% para 33.700,28 pontos e o tecnológico Nasdaq Composite recuou 1,09% para 11.024,51 pontos. 

Esta semana, a Fed divulga as atas da última reunião, realizada a 1 e 2 de novembro, um documento a que os investidores vão estar atentos na esperança de obter pistas sobre os próximos passos da autoridade monetária.
Ver comentários
Saber mais Fed Wall Street China Atlântico Reserva Federal mercado e câmbios bolsa
Outras Notícias