Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Companhias aéreas e automóveis abanam Wall Street

As bolsas do outro lado do Atlântico encerraram em baixa, penalizadas por resultados dececionantes de cotadas de peso, como a American Airlines, 3M, Tesla, Ford e PayPal.

Reuters
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 25 de Julho de 2019 às 21:11
  • Partilhar artigo
  • ...

O Dow Jones fechou a ceder 0,47% para 27.140,98 pontos e o Standard & Poor’s 500 recuou 0,53% para 3.003,67 pontos depois de ontem ter marcado um novo máximo histórico.

 

Por seu lado, o tecnológico Nasdaq Composite desvalorizou 1%, para 8.238,54 pontos, deixando para trás o recorde atingido ontem.

 

Foram sobretudo os resultados de cotadas de peso que influenciaram negativamente a negociação em Wall Street.

 

No setor automóvel, a Tesla perdeu terreno devido aos resultados fracos, o mesmo acontecendo com a Ford.

 

Também a 3M esteve a negociar no vermelho, apesar de ter chegado a valorizar depois de anunciar lucros acima do esperado – que, contudo, ficaram 39% abaixo do valor registado no segundo trimestre do ano passado. As vendas da fabricante de Post-it e da fita adesiva Scotch também anunciou uma queda das receitas.

 

As ações da 3M seguem a recuar 7% este ano, tornando-a a cotada com o segundo pior desempenho do Dow Jones. Apenas a cadeia de distribuição de medicamentos e produtos de saúde Walgreens Boots Alliance está a ter uma performance pior, a ceder perto de 20% no acumulado do ano.

 

Recorde-se que a 3M advertiu, em outubro do ano passado, que as tensões comerciais entre os EUA e a China iriam penalizar os seus resultados.

 

A Paypal foi outra das cotadas a negociar em baixa e a pressionar a negociação bolsista norte-americana.

 

Nas companhias aéreas o movimento foi também de descida para a American Airlines, que afundou mais de 8%, penalizada pelo facto de os 737 Max da Boeing continuarem impedidos de voar depois de dois acidentes mortais recentes.

 

Os investidores aguardavam com expectativa pelos resultados trimestrais da Amazon e da Alphabet, a serem divulgados logo depois do fecho de Wall Street.

 

Ver comentários
Saber mais Wall Street Standard & Poor's 500 Nasdaq Composite Dow Jones bolsa EUA
Outras Notícias