Bolsa Coronavírus leva ao primeiro adiamento de um IPO na Europa

Coronavírus leva ao primeiro adiamento de um IPO na Europa

O novo vírus oriundo da China fez com que um fundo de investimento agrícola britânico decidisse adiar a sua entrada em bolsa.
Coronavírus leva ao primeiro adiamento de um IPO na Europa
Reuters
Carla Pedro 26 de fevereiro de 2020 às 20:04

O Global Sustainable Farmland Income Trust Plc, um fundo que investe em terrenos agrícolas, tornou-se a primeira empresa a adiar um planeado IPO (oferta pública inicial) este ano na Europa.

 

A justificar a decisão está a queda dos mercados acionistas decorrente do surto de um novo coronavírus, referiu o fundo, citado pela Bloomberg.

 

O referido fundo, que esperava angariar 230 milhões de libras (275 milhões de euros) na sua oferta pública inicial, tinha planeado começar a negociar em bolsa na próxima sexta-feira, 28 de fevereiro. Mas, em vez disso, anunciou que vai prorrogar a data, sem ter porém anunciado qual o novo dia que tem em vista.

"O movimento de venda [selloff] nos mercados colocou um travão nas transações e é improvável que vejamos novas entradas em bolsa antes de haver confiança de que o coronavírus está sob controlo", comentou à Bloomberg um gestor de fundos da RC Brown, Oliver Brown.

Os receios quanto aos efeitos do coronavírus na economia, numa altura em que já foram identificados mais de 80.000 casos em todo o mundo, têm marcado fortemente a negociação nos mercados.

 

As bolsas e o petróleo têm sido duramente afetados por este surto que já atingiu pelo menos 38 países. Em alta têm estado os ativos que costumam funcionar como valores refúgio em alturas de incerteza, como é o caso das obrigações norte-americanas, de algumas moedas, como o iene e o franco suíço, e do ouro.

(notícia atualizada às 20:10)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI