Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Cotadas da EDP animam bolsa. PSI-20 encerra sessão em máximos de mais de três anos

O principal índice da Bolsa portuguesa voltou a renovar máximos. O PSI-20 subiu 0,92% esta terça-feira e atingiu um valor só antes alcançado em junho de 2018. A impulsionar o índice esteve, principalmente, o grupo EDP.

A partir de março de 2022, o índice de referência nacional muda de nome e passa a chamar-se apenas PSI.
Miguel Baltazar
Marta Velho martavelho@negocios.pt 19 de Outubro de 2021 às 16:54
  • Partilhar artigo
  • 26
  • ...
As duas empresas da EDP cotadas no principal índice português disparam esta terça-feira, com subidas em torno dos 2%, ajudando a Bolsa de Lisboa a encerrar a sessão pintada a verde.

O PSI-20 subiu 0,92% para 5.670,98 pontos, um máximo de 40 meses. É preciso recuar a junho de 2018 para encontrar o índice num valor tão elevado. Das 19 cotadas, 12 subiram e sete desceram, com os cinco "pesos pesados" a registar ganhos na sessão desta terça-feira.

A Corticeira Amorim foi a cotada que mais valorizou, subindo 3,43%, contudo as duas empresas da EDP foram as que mais pesaram no bom desempenho da Bolsa de Lisboa, depois do anúncio do investimento de 15,2 mil milhões de euros até 2030 em projetos de energia eólica no Reino Unido. Já esta tarde, a EDP revelou ainda ter vendido três lotes de transmissão no Brasil por cerca de 210 milhões de euros.

No dia em que o CEO Miguel Stilwell d’Andrade participa em Londres no UK Global Investment Summit e em que foi anunciada a venda no Brasil de rede com 439 km por cerca de 210 milhões de euros, a
 Renováveis ganha 2,39% e a casa mãe apreciou 1,83%, indiferentes às decisões contraditórias da JB Capital em relação ao preço-alvo das duas cotadas.

A Jerónimo Martins, que planeia investir 10 milhões de euros para duplicar a produção de peixe em cativeiro no prazo de três anos, também teve um bom desempenho, valorizando 1,41%. Galp e BCP completam o grupo dos gigantes da bolsa, ambas a encerrar a sessão com ganhos na ordem dos 0,5%.

Lisboa aproveita o momento positivo nos mercados internacionais para marcar a sexta sessão de subidas em sete e alinha-se com as restantes praças europeias, quase todas elas também a negociar positiva nesta terça-feira. "Apesar de persistirem os receios com a subida da inflação e o abrandamento da economia global, os investidores estão a aproveitar a 'earning season' nos EUA e na Europa para dar maior relevo ao micro em detrimento do macro, o que está claramente a melhorar o sentimento no mercado", indicam os analistas do BA&N.


(Notícia atualizada com mais informação)
Ver comentários
Outras Notícias