Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Cotadas de menor capitalização são lufada de ar fresco em Wall Street

As bolsas norte-americanas encerraram em alta ligeira, com as cotadas de menor valor de mercado a darem cartas.

Reuters
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 19 de Novembro de 2020 às 21:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Dow Jones terminou o dia a somar 0,15% para 29.483,23 pontos e o Standard & Poor’s 500 avançou 0,39% para 3.581,87 pontos.

 

Já o tecnológico Nasdaq Composite valorizou 0,87% para se fixar nos 11.904,71 pontos.

 

Mas os olhares estiveram centrados no índice Russell 2000 (que regista o desempenho das empresas de menor capitalização [small caps]), que somou 0,73% para 1.782,21 pontos.

 

As vacinas contra a covid-19 começam finalmente a ficar à vista e os investidores celebraram com apostas nas ações mais pequenas com maior potencial de beneficiarem da eventual reabertura da economia-norte-americana, sublinha a CNN Business.

 

"Os avanços nas vacinas, anunciados este mês pela Pfizer e pela Moderna, levaram a uma feroz rotação em Wall Street, que se distanciou das tecnológicas e dos títulos que mais têm beneficiado com o ‘fique em casa’, como a Zoom, Teladoc e Netflix", refere.

 

Então, os intervientes de mercado estão a virar-se para onde? "Os investidores estão a colocar dinheiro no Russell 2000, um índice de ações de pequena capitalização cujas avaliações estão grandemente associadas à evolução da economia norte-americana", salienta a CNN.

 

Só este mês, o Russell 2000 já disparou 15%. Se esta valorização se mantiver, será o seu melhor ganho mensal desde 2011 e ficará perto do seu melhor mês desde que foi lançado em 1984.

 

"Esta movimentação é incrível. Está a haver uma corrida às ‘small caps’ porque são as que mais beneficiam com a perspetiva de a economia voltar a funcionar no próximo ano", comentou Ryan Detrick, principal estratega de mercado da LPL Financial.

Ver comentários
Saber mais wall street dow jones s&p 500 Nasdaq bolsas EUA
Outras Notícias