A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

"Cotadas excomungadas" pesam no Dow Jones. Nasdaq e S&P 500 batem recordes

Wall Street voltou a viver um dia de recordes mas o Dow Jones destoou e fechou no vermelho. Tudo por culpa das alterações na composição do índice, com as três cotadas que vão sair a liderarem as quedas.

Reuters
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 25 de Agosto de 2020 às 21:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Wall Street continua imune às notícias menos positivas e segue a bater recordes. O S&P 500 e o Nasdaq Composite voltaram a marcar máximos históricos. Já o Dow Jones encerrou no vermelho, penalizado pelas alterações na composição do índice que decorrem do "stock split" da Apple. 

O "stock split" da empresa mais valiosa do mundo leva a que a composição do Dow Jones sofra mudanças. De saída estão a Exxon, que era a maior empresa do mundo em 2013, a farmacêutica Pfizer e a Raytheon Technologies. E são exatamentes estas cotadas "excomungadas" as que mais perderam hoje.

Também a Apple fechou em queda, a aliviar dos máximos históricos da véspera, dia decisivo para determinar os investidores com direito às novas ações no âmbito do "stock split".

O Dow Jones cedeu 0,21%, para os 28.248,44 pontos, aliviando dos máximos de seis meses alcançados na véspera.

O tecnológico Nasdaq Composite fixou o quinto recorde em sessões consecutivas, terminando a jornada nos 11.466,47 pontos, a subir 0,76%. O dia registou também um novo máximo de intraday, nos 11.468,26 pontos.

Já o S&P 500 avançou 0,36%, encerrando nos 3.443,62 pontos, o maior de sempre no fecho. Durante a negociação o índice tocou os 3.444,21 pontos.

As bolsas estiveram animadas com o alívio das tensões comerciais entre Pequim e Washington após uma avaliação positiva de ambos os países à primeira fase do acordo comercial. Também foram positivos os dados referentes à propagação da pandemia nos EUA.
Ver comentários
Saber mais Wall Street bolsa máximos nasdaq s&p 500 dow jones apple pfizer exxon raytheon
Outras Notícias