Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dados económicos da China sustentam início de semana positivo na Europa

A melhoria do índice dos gestores de compras na China está a colocar as bolsas europeias em máximos de seis anos.

Negócios 02 de Junho de 2014 às 13:54
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os dados económicos da China estão a animar os investidores na Europa. O índice Stoxx 600, que reúne as 600 principais cotadas do continente europeu, segue a valorizar 0,26% para 345,12 pontos.

 

A melhoria do índice dos gestores de compras na China de 50,4 pontos em Abril para 50,8 pontos em Maio é o principal motivo para a subida das bolsas europeias.

 

A expansão da actividade económica no país indica uma "estabilização nos dados mais recentes, que apontavam para alguma desaceleração da economia chinesa", refere o gestor da RobecoSAM, Kai Fachinger. Citado pela Bloomberg, o especialista nota que "como as empresas europeias têm uma grande exposição ao mercado chinês, os investidores estão a verificar cuidadosamente os dados publicados no país".

 

A publicação dos dados na China marca o início da semana em que os investidores esperam um recuo da taxa de juro de referência na Zona Euro de 0,25% para 0,10% ou 0,15%. Os analistas esperam que o anúncio seja feito na quinta-feira, 5 de Junho, pelo governador do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, após a sua reunião mensal. 

 

Nas cotadas, destaque para as acções da Air France-KLM, a avançar 2,64% para 11,48 euros, depois de o "De Telegraaf" dar conta de um plano de mil milhões de euros de cortes de custos, com início em 2015.

 

A bolsa francesa (CAC-40) está a recuar 0,05%  para 4.517,48 pontos.

 

As acções do BNP Paribas estão a recuar 0,27% para 51,23 euros. O Goldman Sachs desceu a indicação de "comprar" para "manter", devido às limitações da instituição em obter capital, na sequência do pagamento de uma multa de dez mil milhões de dólares (7,35 mil milhões de euros) às autoridades norte-americanas. Em causa está a transferência de fundos para o Irão, o Sudão e Cuba, em infracção da lei dos Estados Unidos.

 

Ainda em França, os títulos da Alcatel-Lucent estão a desvalorizar 2,14% para 2,927 euros, depois de a empresa anunciar esta segunda-feira, 2 de Junho, a emissão de dois mil milhões de euros em obrigações convertíveis para cobrir um empréstimo contraído no âmbito do processo de fusão das duas empresas, em 2006.

 

Destaque na sessão para a bolsa espanhola (IBEX-35), a avançar 0,46% para 10.848,80 pontos. A sessão desta segunda-feira está a ser marcada pela renúncia do Rei Juan Carlos, depois de 39 anos no trono da mais alta instituição de Espanha. O ainda Príncipe das Astúrias, D. Filipe, será o sucessor.

 

Nas restantes praças europeias, o PSI-20 (Lisboa) está a avançar 0,63% (7.157,56 pontos), o FTSE (Londres) soma 0,25% (6.861,54 pontos), o DAX (Frankfurt) acrescenta 0,20% (9.963,11 pontos), o AEX (Amesterdão) valoriza 0,35% (408,62 pontos) e o MIB (Milão) sobe 0,31% (21.695,74 pontos).

Ver comentários
Saber mais bolsa Europa cotações
Outras Notícias