Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dow e S&P 500 caem com contração económica. Tecnológicas dão gás ao Nasdaq

As bolsas do outro lado do Atlântico encerraram em terreno misto, com o Dow e o S&P 500 a serem penalizados pela contração da economia e com o Nasdaq a ser impulsionado pela perspetiva do anúncio de bons resultados de algumas tecnológicas de peso.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 30 de Julho de 2020 às 21:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Dow Jones fechou a ceder 0,87% para 26.309,85 pontos e o Standard & Poor’s 500 recuou 0,37% para 3.246,38 pontos.

 

Em contrapartida, o tecnológico Nasdaq Composite valorizou 0,44% para 10.589,33 pontos.

 

O PIB dos Estados Unidos caiu 32,9% no segundo trimestre, segundo a primeira estimativa do Departamento do Comércio, sendo a maior queda desde que o governo começou a compilar estes dados, em 1947.

 

Apesar de se estar à espera que fosse o pior trimestre de sempre para a economia do país, o anúncio destes dados fragilizou os índices.

 

Também o aumento de novos casos de coronavírus no país continuou a pesar no sentimento dos investidores. Ontem, os EUA superaram as 150.000 mortes por covid-19.

 

Os setores mais castigados foram os da energia – em dia de queda dos preços do petróleo – e das matérias-primas em geral.

 

A contribuir para o clima de incerteza esteve um tweet do presidente Donald Trump, antes da abertura de Wall Street, a aludir à possibilidade de se adiar as eleições presidenciais de novembro.

 

Embora não disponha de autoridade para tal – é o Congresso que tem o poder de estabelecer as datas das eleições –, a mensagem indicia que Trump e os seus apoiantes poderão recusar-se a aceitar os resultados, sublinha a CNN Business.

 

Em contraciclo esteve o setor tecnológico, com o mercado à espera dos resultados trimestrais que vão ser reportados esta noite pela Apple, Alphabet (dona da Google), Amazon e Facebook.

 

 

Ver comentários
Saber mais wall street dow jones s&p 500 Nasdaq bolsas EUA
Mais lidas
Outras Notícias