Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dow e S&P 500 cedem terreno mas Nasdaq aguenta-se

As bolsas do outro lado do Atlântico encerraram com uma tendência mista, com o Dow e o Standard & Poor’s 500 a cederem ligeiramente e o Nasdaq com um ganho marginal.

Wall Street viveu, nos últimos dias, alguns dos dias mais “negros” da sua história.
Lucas Jackson/Reuters
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 06 de Novembro de 2020 às 21:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O Dow Jones fechou a ceder 0,24% para 28.323,40 pontos e o Standard & Poor’s 500 recuou 0,03% para 3.509,44 pontos.

 

Já o tecnológico Nasdaq Composite valorizou 0,04% para 11.895,23 pontos.

 

Wall Street perdeu fôlego esta sexta-feira, enquanto os investidores esperam pelos resultados das eleições presidenciais nos estados onde ainda se processa a contagem de votos.

 

Ainda assim, os índices registaram os melhores ganhos semanais desde abril. O Dow e o S&P 500 chegaram a cair mais durante a sessão, mas recuperaram parte das perdas na reta final do dia. Também o Nasdaq chegou a negociar no vermelho, mas conseguiu chegar à tona e fechar com sinal positivo.

 

O candidato democrata Joe Biden está muito perto de chegar à Casa Branca, mas a espera e a incerteza pesaram no sentimento do mercado, que está à espera que seja anunciado o vencedor das eleições.

 

"A aposta em Wall Street parece ser a de que em breve acabará por haver mais estímulos à economia por parte de Washington, quer seja Biden a ganhar as presidenciais ou Trump a ser reeleito", sublinha a CNN Business.

 

Também a desaceleração no crescimento do emprego penalizou hoje o mercado. A recuperação de postos de trabalho prosseguiu em outubro (pelo sexto mês consecutivo), com mais 638.000 empregos, mas estes ainda estão 10 milhões abaixo dos níveis anteriores à pandemia (ou seja, desde fevereiro).

 

A taxa de desemprego caiu para 6,9%, contra 7,9% em setembro. Apesar de a dimensão desta diminuição ter surpreendido os economistas, cujo consenso apontava para uma taxa de 7,7% em outubro, esta é a taxa de desemprego mais alta numas eleições presidenciais.

 

Muitos funcionários regressaram ao trabalho, como é revelado pela redução no número de pessoas em lay-off, tendo havido poucas alterações no número de desempregados permanentes.

 

Destaque, nesta sessão, para a Biogen, que esteve suspensa de negociação. A biotecnológica foi a cotada com melhor performance do S&P 500 esta semana, a avançar 30,48% entre segunda e quinta-feira, à conta de boas notícias por parte da autoridade federal do medicamento (FDA) relativamente ao seu fármaco experimental para o Alzheimer, já que este estava bem posicionado para ser considerado eficaz o suficiente para a sua aprovação ser viabilizada.

 

No entanto, hoje ao final da tarde a FDA veio dizer que os testes da Biogen não foram capazes de mostrar a eficácia do medicamento, tendo a cotação caído mais de 7% no "pre-market" (antes da abertura das bolsas no horário regular) e sido suspensa de negociação.

Ver comentários
Saber mais wall street dow jones s&p 500 Nasdaq bolsas EUA
Outras Notícias