Trading EDP e EDP Renováveis sobem para máximos

EDP e EDP Renováveis sobem para máximos

As acções da EDP e da EDP Renováveis estão a subir, tendo já atingido máximos de, pelo menos, 2015. O valor das cotadas é assim cada vez maior face à contrapartida oferecida na OPA da CTG.
Sara Antunes 21 de maio de 2018 às 16:05

As acções da EDP estão a subir 0,87% para 3,488 euros, depois de terem chegado a subir mais de 2% para 3,533 euros, o que corresponde ao valor mais elevado desde Outubro de 2015.

 


Já a EDP Renováveis está a avançar 0,61% para 8,23 euros, tendo chegado a negociar nos 8,25 euros, o que representa o preço mais elevado de sempre para esta cotada.

 

As subidas recentes das acções do grupo EDP elevam os preços em bolsa para níveis cada vez mais distantes dos valores oferecidos pela China Three Gorges (CTG) na oferta pública de aquisição (OPA).

 

Os chineses ofereceram 3,26 euros por cada título da EDP. A cotada já está a negociar 7% acima desta contrapartida. No caso da EDP Renováveis, o preço da OPA foi fixado em 7,33 euros, quando as acções já se encontram 12,3% acima deste valor.

 

A subida das acções surge depois de ter sido revelado que o fundo norte-americano Capital Group reduziu a sua posição no capital da EDP de cerca de 12% para 9,973%, abaixo do patamar de 10% do capital e direitos de voto na empresa.

 

Mas também depois de o maior fundo soberano do mundo, o Norges Bank, ter reforçado a sua posição no capital da EDP.

 

E isto numa altura em que a incerteza em torno do desfecho desta OPA continua elevada. São vários os analistas que consideram que o preço oferecido é baixo e admitem que possa haver revisões da contrapartida em alta ou mesmo propostas concorrentes. Perante a expectativa de ofertas concorrentes ou uma revisão em alta da oferta, os analistas estão a recomendar "manter" as acções da eléctrica em carteira. "Esperar" pelos desenvolvimentos pode ser a melhor opção, defende o JPMorgan.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI