Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP e REN em máximos embalam bolsa nacional

O índice PSI-20 encerrou a sessão de hoje a subir 0,61%, à boleia das boas prestações do setor da energia. Na Europa, só a bolsa da Grécia subiu mais do que a portuguesa.

A carregar o vídeo ...
Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 14 de Janeiro de 2020 às 16:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...

A bolsa nacional terminou a sessão desta terça-feira, 14 de janeiro, a subir 0,61% para os 5.292,22 pontos, impulsionada pelas boas prestações da família EDP e também da REN, que hoje tocaram em máximos. 

Apesar do bom desempenho do índice nacional, metade das cotadas encerrou o dia a perder (nove no total). Outras oito cotadas conseguiram fechar em território positivo e uma negociou de forma estável. 

Este sentimento positivo abrange também as restantes bolsas europeias, com o Stoxx 600 - que agrupa as 600 maiores cotadas da Europa - a valorizar 0,21%. A motivar este cenário nos mercados acionistas está o aproximar da assinatura do acordo comercial parcial entre a China e os Estados Unidos, que vai ocorrer esta quarta-feira, dia 15 de janeiro, numa cerimónia em Washington. 

Reuters avançou que o Governo chinês terá feito a promessa de que irá gastar um total de quase 80 mil milhões de dólares em produtos norte-americanos como carros e aviões. A agência de notícias, que cita fontes ligadas ao processo, escreve que esse montante incide sobre "compras significativas" de carros, componentes automóveis, aviões, máquinas agrícolas, dispositivos médicos e semicondutores. 

Por cá, a estrela do dia é a EDP, que valorizou 1,16% para os 3,938 euros por ação, o que representa a cotação mais elevada desde junho de 2008, num dia em que a 
Kepler Cheuvreux elegeu a empresa liderada por António Mexia como uma das três elétricas preferidas entre um universo de 36 companhias do setor na Europa.

De acordo com a nota de research com data de 14 de janeiro, a que o Negócios teve acesso, a EDP surge ao lado das francesas Engie e Veolia na lista das três ações "mais preferidas". Em sentido inverso, a RWE, a Suez e a Verbund são as "menos preferidas".

Para além da casa mãe EDP, também a EDP Renováveis teve uma sessão positiva, que findou com a cotada a ganhar 1,73% para os 10,60 euros por ação. Ainda no setor energético, a distribuidora REN subiu 2,57% para os 2,795 euros por ação, tocando em máximos de mais de dois anos. 

Em contraciclo esteve o BCP, que caiu 0,54% para os 20 cêntimos por ação e a petrolífera Galp que desvalorizou 0,96% para os 15,45 euros. 

Fora do PSI-20, o destaque vai para a Sporting SAD. As ações da empresa subiram 5,96% para os 80 cêntimos, impulsionadas pela possível venda do médio Bruno Fernandes. No entanto, apesar da subida dos títulos, a liquidez de negociação fraca. No total foram negociadas 319 ações, abaixo da média diária dos últimos seis meses fixada nas 793. 

Ver comentários
Saber mais PSI20 mercados Lisboa Euronext BCP Galp EUA China acordo comercial
Outras Notícias