Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP Renováveis pressiona Bolsa de Lisboa. PSI-20 cai 0,44%

A EDP Renováveis cedeu 2,52% e ajudou a pintar o principal índice português de vermelho. Das 19 cotadas, 11 caíram, cinco avançaram e três mantiveram-se inalteradas na sessão de negociação desta quinta-feira.

Tiago Sousa Dias
Marta Velho martavelho@negocios.pt 10 de Fevereiro de 2022 às 16:48
  • Partilhar artigo
  • 18
  • ...
A EDP Renováveis foi a cotada que mais pressionou a Bolsa de Lisboa na sessão desta quinta-feira, encerrando a cair 2,52% e arrastando o PSI-20 para o vermelho. O principal índice português cedeu 0,44% para os 5671,70 pontos, com 11 cotadas a descer, cinco a subir e três a manterem-se inalteradas.

Já a casa mãe EDP, que chegou a cair 1,6% para mínimos de outubro de 2020, acabou por ter um recuo menos acentuado, apenas de 1,33%. Ainda assim, as duas empresas do grupo EDP são as cotadas do PSI-20 com o pior desempenho anual, com o braço Renováveis a liderar.

No resto do setor energético, a Greenvolt tombou 1,02%, a Galp avançou 0,25% e a REN terminou a sessão inalterada.

Os ganhos foram liderados pelos CTT que continuam bem posicionados junto das casas de análise, tendo hoje recebido uma melhoria de recomendação e preço-alvo do Caixabank/BPI. Os correios avançaram esta quinta-feira 2,46%.

De resto, o BCP esteve pintado a verde, subindo 1,39% já a Jerónimo Martins cedeu ligeiramente, 0,08%. 

Nas papeleiras o sentimento negativo também imperou, estando as três cotadas do setor entre as que mais caíram na sessão, com a Altri a ceder 1,96%, a Navigator a cair 1,82% e a Semapa a desvalorizar 1,63%.

Lisboa ficou assim do lado das perdas, numa Europa mista, com as principais praças a encerrarem sem sentido definido. O índice Stoxx 600, de referência para o continente, abrandou 0,33%.


(Notícia atualizada)
Ver comentários
Saber mais EDP Renováveis Bolsa de Lisboa PSI-20 economia negócios e finanças
Outras Notícias