Bolsa EDP sobe mais de 2% apesar de manutenção da contrapartida da OPA

EDP sobe mais de 2% apesar de manutenção da contrapartida da OPA

A CTG oficializou a oferta pública de aquisição (OPA) sobre a EDP e a EDP Renováveis e manteve as condições. Num dia de recuperação das bolsas, o grupo energético não é excepção.
Sara Antunes 04 de junho de 2018 às 11:30

As acções da EDP estão a subir 2,38% para 3,447 euros. Já a EDP Renováveis está a apreciar 1,89% para 8,10 euros.

 

Esta é a primeira sessão de negociação desde que a China Three Gorges (CTG) entregou o registo da oferta pública de aquisição (OPA). Este acto, que oficializa a operação, foi entregue na sexta-feira, 1 de Junho, tendo mantido as condições anunciadas no dia 11 de Maio.

 

O grupo chinês entregou o pedido de registo das operações junto da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), segundo confirmou fonte oficial do regulador, que vai agora avaliar a legalidade e correcção do documento. As administrações das empresas têm agora de dar as suas opiniões. 

 

As acções continuam assim a negociar acima da contrapartida oferecida pelos chineses da CTG. Apesar de se especular que as condições pudessem ser revistas. O que não aconteceu. A contrapartida oferecida aos accionistas da EDP é de 3,26 euros. As acções estão actualmente quase 6% acima deste valor. Já pela empresa liderada por João Manso Neto a CTG oferece 7,33 euros, menos 10,5% do que a actual cotação.

Desde que a CTG publicou o anúncio preliminar de OPA, a 11 de Maio, as acções da eléctrica liderada por António Mexia acumulam um ganho de 10,8%. Já a Renováveis está a subir apenas 3%, mas as acções já estavam a negociar acima da contrapartida oferecida. 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI