Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP cai mais de 1% e leva PSI-20 a contrariar máximos europeus

A bolsa nacional encerrou a negociação a desvalorizar, pressionada pela queda de mais de 1% dos títulos da Energias de Portugal. O PSI-20 recuou 0,32%, contrariando os ganhos das praças europeias, numa sessão em que foram transaccionados mais de 200 milhõ

Paulo Moutinho 20 de Abril de 2006 às 17:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional encerrou a negociação a desvalorizar, pressionada pela queda de mais de 1% dos títulos da Energias de Portugal. O PSI-20 recuou 0,32%, contrariando os ganhos das praças europeias, numa sessão em que foram transaccionados mais de 200 milhões de euros.

O principal índice nacional desceu para os 10.271,34 pontos, com onze das vinte cotadas que compõem o PSI-20 a desvalorizarem, cinco a subir e quatro que terminaram sem variação. Na Europa foi dia de fortes ganhos, com as principais praças a serem animadas pelos resultados acima do esperado por parte de empresas como a Nokia e o grupo EMI.

A EDP [edp] foi o título que mais pressionou o índice principal. A eléctrica nacional, que chegou a renovar o valor mais elevado desde Janeiro de 2001 ao tocar nos 3,35 euros, terminou a sessão a descer 1,2% para os 3,28 euros, com mais de 30 milhões de títulos negociados.

A contribuir para a desvalorização da bolsa nacional esteve também a Portugal Telecom (PT) [ptc], que caiu 0,69% para os 10,10 euros, apesar da revisão em alta da recomendação de «underweight» para «neutral» feita pelo HSBC, que estabeleceu como preço-alvo os 10,50 euros para as acções da operadora.

Em queda fechou também a Sonae SGPS [son]. A «holding» de Belmiro de Azevedo recuou 0,73% para os 1,36 euros e a Sonaecom [son] encerrou sem variação nos 4,25 euros. A Sonae Indústria [soni], que anunciou ontem a ocorrência de um incêndio na sua fábrica do Canadá, desceu 0,62% para os 8,05 euros.

Na banca, o Banco Comercial Português (BCP) [bcp] terminou a subir 0,40% para os 2,54 euros, pela segunda sessão consecutiva, impedindo maiores perdas do índice nacional. Segundo os analistas do Credit Suisse, o banco liderado por Paulo Teixeira Pinto deverá registar lucros de 254 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano, mais 85,4% que no mesmo período do ano anterior.

O alvo da OPA do BCP, o Banco BPI [bpin] avançou 0,17% para os 5,89 euros, no dia da sua assembleia geral, onde os accionistas aprovaram o aumento do limite de blindagem dos estatutos do banco de 12,5% para os 17,5%, uma medida chumbada pelo BCP.

Artur Santo Silva, o presidente do conselho de administração do BPI, afirmou que o banco não quer, nem nunca quis um accionista de controlo, para além disso o responsável mostrou-se optimista em relação ao insucesso da OPA afirmando esperar que o BPI «continue um projecto autónomo».

O Banco Espírito Santo (BES) [besnn], cujos títulos começam a negociar em bolsa sem direito ao aumento de capital a partir do próximo dia 27 de Abril, fechou inalterado nos 14,90 euros.

A concessionária de auto-estradas Brisa [brisa], que ontem anunciou a compra de quase sete milhões de acções próprias, fechou a negociação de hoje a valorizar 0,61% para os 8,25 euros.

A Semapa [sema] voltou hoje a renovar o máximo histórico, ao tocar nos 9,42 euros, mas acabou por encerrar a desvalorizar 0,32%, nos 9,36 euros.

A Corticeira Amorim [cor] voltou hoje a registar fortes ganhos. Os títulos da maior produtora de cortiça do mundo encerraram a subir 7,08% para os 2,27 euros, depois de terem tocado nos 2,32 euros, o valor mais elevado desde Agosto de 1998.

Questionada pelo Jornal de Negócios Online, fontes da empresa afirmaram que «a sociedade acompanha atentamente a evolução da cotação do título, em particular a recente valorização do mesmo», acrescentando que «para além dos motivos já bastante conhecidos pelo mercado – a posição única de liderança da Corticeira Amorim no sector de actividade, a boa performance obtida em 2005 (já divulgada) e o próximo pagamento de dividendos – não se conhecem outros motivos que possam ter impulsionado a  valorização registada nos últimos dias».

Mais lidas
Outras Notícias