Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP e Europa em queda pressionam bolsa

A bolsa nacional seguia em queda pressionada pela Energias de Portugal, que recuava mais de 1%, e pelas descidas do Banco Comercial Português e da Portugal Telecom. O PSI-20 recuava 0,35%, um dia depois de tocar um máximo de sete meses.

Negócios negocios@negocios.pt 21 de Setembro de 2005 às 13:15
  • Partilhar artigo
  • ...

A bolsa nacional seguia em queda pressionada pela Energias de Portugal, que recuava mais de 1%, e pelas descidas do Banco Comercial Português e da Portugal Telecom. O PSI-20 recuava 0,35%, um dia depois de tocar um máximo de sete meses.

O principal índice da bolsa nacional cotava nos 7.926,21 pontos, seguindo a tendência das bolsas europeias que desvalorizavam, depois de ontem a Reserva Federal dos EUA ter decido subir a sua taxa de juro de referência para os 3,75% e também penalizadas pela subida do petróleo.

A Energias de Portugal [edp] descia 1,71% para os 2,30 euros no dia em que o Tribunal de Primeira Instância das Comunidades Europeias considerou improcedente o recurso apresentado pela eléctrica ao veto da Comissão Europeia à aquisição da Gás de Portugal por parte da eléctrica portuguesa e pela ENI. O Governo está a preparar uma nova fase de privatização da EDP, que deverá ocorrer através de uma colocação privada de acções junto de investidores institucionais.

O Banco Comercial Português [bcp] deslizava 0,45% para os 2,23 euros, apesar de o ING ter aumentado a recomendação sobre as acções do banco para «comprar» e o preço-alvo para os 2,55 euros. O Banco BPI [bpi] e avançava 1,14% para os 3,55 euros e o Banco Espírito Santo [besnn] seguia inalterado nos 13,18 euros.

A Reditus recuava 1,92% para os 3,57 euros, apesar do CaixaBI ter revisto em alta o preço-alvo para as acções da empresa de 4,1 para os 4,5 euros, mantendo a recomendação de «accumulate», depois dos resultados da empresa, ontem apresentados, terem demonstrado um desempenho do grupo «estável» e boas perspectivas para o futuro.

A Portugal Telecom [pt] seguia a perder 0,39 % para os 7,63 euros. A operadora de telecomunicações está a analisar a privatização de 35% do capital da operadora tunisina, Tunisie Telecom, disse ao Jornal de Negócios Online fonte oficial da operadora portuguesa.

A participada PT Multimédia [ptm] valorizava 0,63% para os 7,94 euros. A Media Capital a subia 0,29% para os 6,97 euros e a Impresa avançava 0,37% para os 5,40 euros. A Cofina [cof] seguia inalterada nos 2,98 euros.

A Semapa [sema] atingiu hoje um novo máximo de 1998 nos 5,20 euros depois de uma subida de 0,97% e segue a negociar nos 5,13 euros a subir 0,39%. O Millennium bcp inciou a cobertura das acções da empresa com uma recomendação de «compra com risco elevado», atribuindo-lhe um preço-alvo de 6,45 euros até ao final de 2006, o que significa que os títulos da cimenteira podem valorizar 26% até essa altura.

Outras Notícias