Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP e Sonae pressionam bolsa nacional

A bolsa nacional inverteu a tendência da abertura pressionada pelos títulos da Energias de Portugal e pela Sonae. O PSI-20 seguia a cair 0,09% em linha com as congéneres europeias.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 30 de Novembro de 2006 às 10:09
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional inverteu a tendência da abertura pressionada pelos títulos da Energias de Portugal e pela Sonae. O PSI-20 seguia a cair 0,09% em linha com as congéneres europeias.

O principal índice da bolsa nacional negociava nos 10.610,57 pontos com oito títulos a subir, nove a descer e três inalterados.

A bolsa nacional segue a cair pressionada pelos títulos da Energias de Portugal (EDP) [edp] e da Sonae SGPS [son]. As acções da eléctrica nacional desvalorizavam 0,28% para os 3,54 euros e as da Sonae caiam 0,67% para os 1,49 euros.

Ainda a perder terreno estava o Banco Espírito Santo (BES) [besnn] com as acções a cair 0,31% para os 12,91 euros. A Portugal Telecom (PT) [ptc] desvalorizava 0,10% para os 9,69 euros.

A liderar os ganhos estão o Banco BPI [bpin] com uma subida de 0,51% para os 5,92 euros e a Galp Energia [galp pl] que atingiu o valor mais alto de sempre nos 6,50 euros.

As acções da petrolífera seguiam a subir 0,62% para os 6,47 euros no dia em que apresentou resultados pela primeira vez desde que negoceia em bolsa. Os lucros da Galp subiram 7,1% até Setembro, para os 723 milhões de euros.

As acções da Mota-Engil [egl] seguem a subir 0,58% para os 5,23 euros e a Brisa [brisa] seguia a valorizar 0,11% para os 5,92 euros.

A bolsa nacional segue a tendência de queda das praças europeias que estão a ser prejudicadas pela desvalorização do dólar. Empresas como a GlaxoSmithKline e a SABMiller, com grandes volumes de vendas nos Estados Unidos, estão a ser prejudicadas pela desvalorização do dólar e a pressionar as bolsas europeias.

Outras Notícias