Bolsa Energia e saúde animam Wall Street

Energia e saúde animam Wall Street

As bolsas norte-americanas fecharam em alta, com os títulos da saúde e da energia a darem o mote às subidas. O S&P 500 registou o maior ganho desde 9 de Fevereiro.
Energia e saúde animam Wall Street
Bloomberg
Carla Pedro 06 de abril de 2016 às 21:47

O índice industrial Dow Jones fechou a sessão desta quarta-feira a ganhar 0,64%, para se fixar nos 17.716,71 pontos.

 

Por seu lado, o Standard & Poor’s 500 somou 1,1% para 2.066,71 pontos – naquela que foi a maior subida em mais de três semanas.

 

Já o índice tecnológico Nasdaq Composite subiu 1,59%, a valer 4.920,71 pontos.

 

A impulsionar o movimento altista estiveram os títulos da energia, na esteira das fortes valorizações do preço do petróleo nos mercados internacionais. Em Londres, o Brent do Mar do Norte – crude de referência para as importações europeias - soma 5,07% para 39,79 dólares por barril, e no mercado nova-iorquino o West Texas Intermediate avança 5,29% para 37,79 dólares.

 

Também o sector da saúde estive a animar os investidores. Depois de ontem as acções deste sector terem perdido terreno – pressionadas pela queda de 15% da Allergan, após o governo norte-americano ter tomado medidas para limitar os chamados acordos de investimento, ameaçando assim a sua fusão com a Pfizer – hoje o sentimento inverteu-se quando foi anunciado que a Pfizer pôs fim ao negócio.

 

O mercado reagiu em alta, porque cresce agora a especulação de que ambas as companhias irão virar as suas atenções para outros alvos potenciais de fusão. Esta convicção levou a que o índice dos títulos biotecnológicos tenha hoje registado a maior escalada em mais de quatro anos – com o Nasdaq Biotechnology Index a disparar 6%.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI