Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Estados Unidos em queda ligeira após dados do PIB e comentários da Fed

As bolsas dos Estados Unidos estão em queda ligeira depois de ter sido confirmado que a economia cresceu mais do que era esperado, e de dois responsáveis da Fed terem sugerido que é hora de subir os juros.

Reuters
Rita Faria afaria@negocios.pt 29 de Setembro de 2016 às 14:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Os principais índices norte-americanos estão em queda ligeira esta quinta-feira, 29 de Setembro, depois de duas sessões consecutivas de ganhos, com o optimismo em torno do acordo da OPEP a ser anulado pela perspectiva de uma subida dos juros nos Estados Unidos até ao final do ano.

O índice industrial Dow Jones desce 0,01% para 18.336,52 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq cai 0,15% para 5.310,32 pontos. Já o S&P500 desvaloriza 0,1% para 2.169,36 pontos.

Esta evolução acontece numa altura em que os principais índices europeus estão a negociar em terreno negativo, animados pela expectativa de que o acordo alcançado entre os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) para reduzir a produção vai ajudar à recuperação dos resultados das energéticas.

Contra a generalidade das expectativas, os membros da OPEP chegaram a um acordo para reduzir a produção do cartel em 796 mil barris por dia, colocando um tecto máximo na sua oferta em 32,5 milhões.

Por outro lado, antes da abertura do mercado norte-americano, foi revelado que a economia dos Estados Unidos cresceu mais do que era esperado no segundo trimestre do ano, o que reforça os argumentos a favor de uma subida dos juros ainda este ano.

Segundo os dados pelo Departamento do Comércio, o PIB subiu 1,4% face ao mesmo período do ano passado, o que compara com a anterior estimativa de 1,1%. Uma revisão que se justifica com uma menor descida dos gastos das empresas em estruturas e equipamentos, uma menor descida dos inventários, e um desempenho mais positivo das exportações.

Mesmo antes de serem conhecidos os dados, o presidente da Reserva Federal de Atlanta, Dennis Lochart, afirmou que o banco central está próximo dos seus objectivos de pleno emprego e inflação estável próxima de 2%, o que deixa a economia preparada para uma subida dos juros.

Também o presidente da Reserva Federal de Filadélfia, Patrick Harker defendeu que a Fed deve começar a aumentar os juros para evitar "ficar atrás na curva".

Esta quinta-feira foi ainda divulgado que os pedidos de subsídio de desemprego nos Estados Unidos subiram menos do que era esperado na semana passada. Os pedidos aumentaram em 3 mil para 254 mil, quando as estimativas apontavam para um total de 260 mil. 

Ver comentários
Saber mais S&P500 Dow Jones Nasdaq Estados Unidos bolsa mercado e câmbios petróleo OPEP PIB
Mais lidas
Outras Notícias