Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euronext Lisbon acompanha perdas da Europa; PSI-20 recua 0,53%

A Bolsa nacional registava uma das maiores quebras entre as principais praças europeias, depois de ontem ter conseguido encerrar em contra ciclo. A Sonae SGPS e o Banco BPI não conseguiam superar a descida das cinco maiores cotadas.

Diogo Simão ds@mediafin.pt 24 de Junho de 2003 às 13:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Bolsa nacional registava uma das maiores quebras entre as principais praças europeias, depois de ontem ter conseguido encerrar em contra ciclo. A Sonae SGPS e o Banco BPI não conseguiam superar a descida das cinco maiores cotadas.

O mercado nacional deslizava 0,53%, registando o pior desempenho entre as principais bolsas europeias. «Com os cinco pesos pesados portugueses a caírem, não há nada a fazer», referiu um operador relativamente ao desempenho do PSI-20.

A Europa seguia maioritariamente em perda, prejudicada pela indefinição quanto ao corte das taxas de juro e pela revisão em baixa das recomendações de algumas empresas europeias em virtude dos «profit warnings».

Os mercados aguardam também a divulgação da confiança dos consumidores norte-americanos pelas 15h00. Os analistas defendem que o indicador pode ser decisivo na definição do corte das taxas da Fed. As estimativas apontam para uma quebra de 83,2 para 82 pontos.

O PSI20 [PSI20] cotava nos 5.856,72 pontos, com quatro acções a amealharem valor, duas sem modificações de preços e as restantes 14 em queda. A valorização do principal índice português punha fim a duas sessões consecutivas de ganhos.

A Portugal Telecom [PTC] recuperava das perdas da manhã a marcava agora 6,48 euros a subir 0,47%. A operadora já começou a divulgar novidades no seu «Investor Day», mas ainda não há desenvolvimentos quanto ao dividendo. A operadora pretende reduzir custos para compensar a pressão nas receitas, através do corte de 1.500 postos de trabalho na PT Comunicações. Segundo declarações de Miguel Horta e Costa, CEO do grupo, ao «Financial Times», a PT pretende reduzir a dívida para 3,2 mil milhões de euros no final deste ano.

A Electricidade de Portugal (EDP) [EDP] perdia 2,13% para 1,84 euros sendo a principal contribuinte para a quebra do índice. Segundo o presidente executivo da empresa, «a EDP só fica com o gás se ficar com a maioria e só fica se puder trocar a sua posição na Galp (14,4)». O CEO pretende a maioria do gás através da troca com a posição na Galp Eenergia e uma contrapartida monetária mínima.

Banco Comercial Português (BCP) [BCP] e a Brisa [BRISA] também ajudavam na performance negativa do índice, ao desvalorizarem 1,27% e 0,41%, respectivamente, para 1,55 euros e 4,82 euros.

O Banco Espírito Santo (BES) [BESNN] recuava 0,08% para 12,64 euros. Ricardo Salgado anunciou ontem que os resultados do trimestre saíram mais ou menos em linha com os registados no primeiro trimestre. O banco divulgou ainda a sua presença no Project Finance do novo estádio do Arsenal de Inglaterra.

O Banco BPI [BPIN] e a Sonae limitava as perdas do índice ao avançarem 0,4% e 2,04%, para 2,49 euros e 0,5 euros, respectivamente.

Outras Notícias