Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euronext Lisbon lidera quedas na Europa com BCP a pressionar

A bolsa nacional acumulava perdas, superiores às restantes praças europeias, com os títulos do Banco Comercial Português (BCP) a liderar as desvalorizações. O índice principal da Euronext Lisbon descia 0,82%.

Pedro Viana pviana@mediafin.pt 06 de Janeiro de 2004 às 11:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As bolsas europeias seguiam em queda com o sector automóvel a comandar as perdas. Com as construtoras de automóveis a liderar as perdas depois de a casa de investimento Goldman Scahs ter revisto em baixa as suas recomendações fundamentada na redução de lucros que advém da valorização do euro que hoje pela manhã ultrapassou a barreira dos 1,27 dólares. O D. J. Stoxx 50 descia 0,24% para os 2.697,84 pontos.

O índice germânico Dax desvalorizava 0,51% para os 4.015,46 pontos, depois de ter batido o máximo dos últimos doze meses, ao tocar nos 4,057,03 pontos. A Daimlerchrysler caia 1,36% para os 36,87 euros, a Volkswagen descia 2,77% para os 36,45 euros e a BMW depreciava 2,80% para os 36,44 euros.

Em Inglaterra, o FTSE perdia 0,41% para os 4.495 pontos, também depois de atingir um novo máximo das últimas 52 semanas nos 4.522,90 pontos. Os títulos que mais pressionavam o índice londrino eram o das farmacêuticas Glaxosmithkline e Astrazeneca que perdiam, respectivamente, 1,48% para as 12,62 libras esterlinas (18,04 euros) e 1,51% para as 26,14 libras (37,36 euros).

A Bolsa de Espanha está hoje encerrada devido ao dia de Reis.

O francês CAC-40 descia 0,40% para os 3.593,70 pontos, com um novo máximo dos últimos 12 meses nos 3.612,87 pontos. A Total e a Aventis desvalorizavam 0,67% para 148,7 euros e 1,23% para 52 euros, respectivamente.

Na Holanda, o AEX também atingiu um máximo das últimas 52 semanas nos 345,24 pontos, e perdia, agora, 0,19% para os 343,09 pontos com os papéis da seguradora Aegon e da Unilever a descerem 1,17% para os 11,86 euros e 0,77% para os 51,30 euros.

Mais lidas
Outras Notícias