Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euronext Lisbon mista na semana com PTM e EDP a compensarem quedas PT e BCP

As acções da Euronext Lisbon tiveram um desempenho misto nesta semana, mais curta devido à Páscoa, com as quedas da PT e Banco Comercial Português a serem compensadas pelas valorizações da EDP e PT Multimédia, esta última em máximos desde 2001.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 17 de Abril de 2003 às 18:44
  • Partilhar artigo
  • ...
As acções da Euronext Lisbon tiveram um desempenho misto nesta semana, mais curta devido à Páscoa, com as quedas da Portugal Telecom e Banco Comercial Português a serem compensadas pelas valorizações da EDP e PT Multimédia, esta última em máximos desde 2001.

Na semana da Euronext Lisbon, que teve apenas 4 sessões devido ao feriado de sexta-feira Santa, o PSI20 acumulou uma queda de 0,05%, com 11 empresas a subir, 4 inalteradas e as restantes em queda.

A semana foi marcada, a nível internacional, pelas primeiras apresentações dos resultados trimestrais de diversas empresas, com vários a sair acima das estimativas, aproveitando as principais Bolsas para registar ganhos.

Na Bolsa nacional a maior desvalorização foi sofrida pela cimenteira Semapa, que deslizou 4,35%, penalizada sobretudo pela entrada das acções em ex-dividendo.

De seguida as duas maiores quedas foram registadas pelas duas acções com maior peso no índice: a Portugal Telecom [PTC] e o Banco Comercial Português.

As acções da empresa de telecomunicações desceram 4,32%, com os investidores a temerem que a companhia reporte resultados abaixo as estimativas a 30 de Abril. Horta e Costa confirma que o primeiro trimestre da operadora foi afectado pelo abrandamento da economia, mas manteve as estimativas anuais da PT.

O BCP [BCP], que também apresenta as contas trimestrais a 22 de Abril, caiu 1,55% nas últimas quatro sessões. Ainda em queda esta semana estiveram a Teixeira Duarte, Ibersol.

PTM lidera subidas anuais e atinge máximo desde Junho de 2001

A impedir que o índice nacional registasse uma queda mais acentuada, a PT Multimédia, Impresa, Electricidade de Portugal e Brisa acumularam ganhos em redor dos 3%.

A PT Multimédia [PTM] somou 3,83% na semana, elevando para 27,05% a valorização acumulada este ano, na melhor performance anual entre as empresas que integram o PSI20. A companhia atingiu ontem o valor mais elevado desde Junho de 2001, cotando acima dos 13 euros.

Esta valorização é explicada pelos analistas com a possibilidade da rede de TV Cabo ter se ser separada do Grupo PT, como o regular pretende. No entanto a PT descarta vender a TV Cabo, afirmando que é um importante activo do grupo.

A segunda maior valorização semanal pertenceu à Impresa [IPR], a acompanhar a recuperação do sector dos media após o fim da guerra no Iraque. A companhia de Pinto Balsemão cresceu 3,31%.

A Electricidade de Portugal [EDP] e a Brisa [BRISA] subiram ambas 2,99% na semana, com a eléctrica a manter a trajectória ascendente desde que foi apresentado o relatório de João Talone, enquanto a concessionária de auto-estradas beneficiou da subida de 10% nas receitas com portagens no primeiro trimestre.

A ajudar à menor queda do índice esteve ainda o Banco BPI [BPIN], a Portucel [PTCL] e a Novabase [NBA], que somaram mais de 1%.

Outras Notícias