Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euronext Lisbon não acompanha recuperação na Europa iniciada com a divulgação do Ifo

O volume de negócios na Euronext Lisbon continuava reduzido e o PSI-20 escorregava 0,17%. A PT, a Brisa e a SonaeCom eram as únicas a acumular valor, esta última a reflectir o facto de passar a integrar o NextEconomy.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 26 de Maio de 2003 às 11:00
  • Partilhar artigo
  • ...
O volume de negócios na Euronext Lisbon continuava reduzido e o PSI-20 escorregava 0,17%. A PT, a Brisa e a SonaeCom eram as únicas a acumular valor, esta última a reflectir o facto de passar a integrar o NextEconomy.

O PSI-20 [PSI20] cotava nos 5.605,09 pontos, com oito acções em queda, três em subida, e nove inalteradas. A Cimpor [CIMP] era o papel mais líquido da Bolsa, com 856 mil acções negociadas, mas o preço continuava inalterado nos 3,28 euros.

O Banco Comercial Português (BCP) [BCP] perdia 0,72% para 1,37 euros, enquanto o Banco BPI [BPIN] e o Banco Espírito Santo (BES) [BESNN] cotavam ao mesmo preço do fecho de sexta-feira, nos 2,39 euros e 12,79 euros, respectivamente.

A Electricidade de Portugal (EDP) [EDP] cotava nos 1,74 euros, também sem alteração na cotação, e a Brisa [BRISA] somava 0,21% para 4,83 euros, na semana em que se conhece o vencedor da privatização da ENA, onde a Brisa concorre em parceria com a espanhola Acesa.

A Portugal Telecom (PT) [PTC] ganhava 0,32% para 6,30 euros, a e a SonaeCom [SNC] que a partir de hoje passará a integrar o NextEconomy, aumentava 0,53% nos 1,89 euros.

Bolsas europeias sobem com dados do IFO

As praças da Europa negociavam em subida, e o Dow Jones Stoxx 50 somava 0,44% para 2.265,07 pontos, numa sessão em que os mercados de Londres e Nova Iorque estão encerrados devido ao feriado do Memorial Day. Este feriado oficial é em homenagem aos homens e mulheres das Forças Armadas norte-americanas que tombaram em combate.

O DAX [DAX] alemão apreciava 0,66% nos 2.841,38 pontos, ajudado pelas acções da Daimler-Chrysler e da Allianz que valorizavam ambas 2%. O instituto Ifo disse que o índice de confiança dos empresários em Maio subiu para 87,6 pontos, acima dos 86,6 pontos de Abril, quando os analistas anteviam uma queda.

O AEX de Amesterdão somava 0,56% para 271,93 pontos, com a subida de 0,62% do ING Groep a ser amenizada pela queda de 0,78% da retalhista Ahold, a braços com novos problemas de contabilidade.

Em Paris, o CAC 40 [CAC] progredia 0,68% para 2.916,88 pontos, ajudado pela valorização de 2% da France Télécom cujas acções negociavam nos 20,38 euros.

Em Madrid, o IBEX 35 [IBEX] subia 0,7% para 6.390,90 pontos, impulsionado pela farmacêutica Zeltia e pela eléctrica Unión Fenosa que aumentavam 2,2% e 1,8%, respectivamente.

Ver comentários
Outras Notícias