Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euronext Lisbon reforça ganhos da abertura; PSI20 sobe 0,80%

A Bolsa nacional reforçava os ganhos da abertura, impulsionada pela subida da Portugal Telecom e do Banco Comercial Português, ajudando o índice a seguir em contra ciclo com a Europa. O PSI20 subia 0,80%.

Paulo Soares de Oliveira 07 de Janeiro de 2003 às 13:19
  • Partilhar artigo
  • ...
A Bolsa nacional reforçava os ganhos da abertura, impulsionada pela subida da Portugal Telecom (PT) e do Banco Comercial Português (BCP), ajudando o índice a seguir em contra ciclo com a Europa. O PSI20 subia 0,80%.

O PSI20 marcava 5.921,22 títulos com nove empresas a descer, sete a subir e quatro inalteradas. Os mercados aguardam o discurso de George Bush sobre a economia.

Segundo um operador contactado pelo Negocios.pt «o mercado segue influenciado pela compra interna de acções do BCP e a beneficiar da recuperação da Portugal Telecom, com uma valorização acumulada de 3%, em contra ciclo com as congéneres europeias».

O Banco Comercial Português [BCP] trepava 1,33% para os 2,29 euros. A instituição bancária liderada por Jardim Gonçalves, anunciou hoje que o Grupo encontra-se a reestruturar a actividade nos Estados Unidos e no Canadá, no sentido de obter maior integração e aproveitamento das sinergias, disse Alexandre Abreu, presidente do Sotto Bank, num encontro com jornalistas portugueses no Canadá.

Ainda no sector da banca, os títulos do Banco Espírito Santo [BESNN] cotavam inalterados nos 12,35 euros, e as acções do BPI [BPIN] seguiam a mesma tendência ao cotarem nos 2,18 euros.

As acções da Portugal Telecom [PTC] trepavam 3,08% para os 6,70 euros, em linha com as suas congéneres europeias. A Deutsche Telekom ganhava 0,58%, a espanhola Telefónica valorizava 4,11% e a France Telecom subia 0,91%.

A sua concorrente para as telecomunicações móveis, a Vodafone Telecel [TLE] subia 0,25% para os 7,87 euros. A SonaeCom [SNC] que detém a Optimus ganhava 0,55% para os 1,82 euros.

A Electricidade de Portugal [EDP] que detém empresas eléctricas no Brasil, perdia 0,60% para os 1,65 euros. As tarifas eléctricas no Brasil devem subir até 30% este ano, devido à desvalorização da moeda do país e ao período de racionamento de energia, anunciou a nova ministra de Minas e Energia do Governo de Lula da Silva.

A ONI, detida em 56% pela EDP anunciou hoje o reforço da posição no mercado espanhol através da aquisição e controlo da Ola Internet, pela participada Comunitel, refere a empresa em comunicado.

A Brisa [BRISA] subia 0,57% para os 5,32 euros, depois do Grupo José de Melo ter passado a deter 25,16% dos direitos de voto da concessionária de auto-estradas, na sequência da União Internacional Financeira (UIF), detida na totalidade pelo grupo, ter celebrado uma opção de compra da totalidade do capital social da SF Europe Limited, única accionista da Egadi.

Ver comentários
Outras Notícias