Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euronext Lisbon segue a perder 0,88% pressionada por EDP e Brisa

Os títulos da Electricidade de Portugal (EDP), Brisa e Portugal Telecom (PT) seguiam em queda e mantinham a Euronext Lisbon perto dos 6 mil pontos, apesar dos ganhos do Banco Comercial Português (BCP). O PSI20 descia 0,88%.

Paulo Soares de Oliveira 26 de Julho de 2002 às 12:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os títulos da Electricidade de Portugal (EDP), Brisa e Portugal Telecom (PT) seguiam em queda e mantinham a Euronext Lisbon perto dos 6 mil pontos, apesar dos ganhos do Banco Comercial Português (BCP). O PSI20 descia 0,88%.

O PSI20 marcava 6.009,36 pontos com 16 títulos a descerem, dois a subirem e dois inalterados.

O «mercado segue com pouca liquidez e marcado por quebras muito fortes na Europa, aguardando às 14h50 pela apresentação do índice de confiança da Universidade de Michigam», disse ao Negocios.pt Francisco Guarmon, operador da Probolsa.

A Electricidade de Portugal [EDP] cotava a perder 1,78% para os 1,66 euros, com mais de 1 milhão de títulos transaccionados, «sendo um dos títulos em destaque pela negativa, depois de ontem as suas acções terem valorizado 6,29%», refere a mesma fonte.

A Brisa cotava nos 4,96 euros, a perder 2,55%. Hoje o UBS Warburg baixou o preço-alvo da concessionária de auto-estradas de 7 para 6,5 euros, mantendo no entanto a recomendação de «compra» para as acções da concessionária de auto-estradas. A JP Morgan também baixou o preço-lvo para a empresa até aos 5,9 euros

A Portugal Telecom [PTC] regredia 1,13% para os 6,10 euros, em linha com as suas congéneres europeias. A Deutsche Telekom perdia 4,92%, a espanhola Telefónica caía 2,11% e a France Telecom deslizava 3,62%.

A ParaRede [PARA] descia 4,55% para os 0,21 euros, depois de Manuel Sobral, ex-administrador e um dos fundadores da ParaRede, ter vendido a totalidade da sua participação no capital social da empresa de novas tecnologias, que era superior a 2% dos direitos de voto.

O Banco Comercial Português [BCP] seguia a valorizar 0,70% para os 2,89 euros, no dia em que o banco belga Fortis aumentou a recomendação de vender para reduzir. No sector da banca, as acções do Banco Espírito Santo [BESNN] regrediam 0,71% para os 11,20 euros e os títulos do BPI [BPIN] cotavam nos 2,32 euros.

O Grupo Barbosa & Almeida [BBA], que hoje anunciou lucros de 3,1 milhões de euros na primeira metade deste ano, registava uma valorização das suas acções em 1,91%, para os 16 euros.

A Sonae SGPS [SON], que ontem registou uma valorização superior a 5%, caia 3,64% para os 0,53 euros e a Jerónimo Martins [JMAR] descia 0,62% para os 6,46 euros.

Ver comentários
Outras Notícias