Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euronext Lisbon segue a subir ajudada por BCP; PSI20 ganha 0,55%

A Bolsa nacional subia impulsionada pelos títulos da Portugal Telecom (PT) e do Banco Comercial Português (BCP), que trepava mais de 3%, levando o PSI20 a ganhar 0,55%.

Paulo Soares de Oliveira 03 de Maio de 2002 às 12:34
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Bolsa nacional subia impulsionada pelos títulos da Portugal Telecom (PT) e do Banco Comercial Português (BCP), que trepava mais de 3%, levando o PSI20 a ganhar 0,55%.

O PSI20 marcava 7,324,35 pontos com dez empresas a descer, sete a subir e três inalteradas, atenuando os ganhos superiores a 1% registados a meio da sessão.

O mercado «está a recuperar depois da desvalorização de ontem e os investidores estão a aproveitar para fazer as compras a preços mais baixos», disse ao Negocios.pt Vanessa Ho, operadora da Big Corretora.

O PSI20 fechou ontem com a maior queda diária desde 14 de Setembro de 2001, com uma queda superior a 3%.

A Portugal Telecom [PTC] negociava a subir 1,57% para os 7,73 euros em contra-ciclo com as suas congéneres europeias. A Deutsche Telekom perdia 1,53%, a espanhola Telefónica cedia 0,8% e a France Telecom perdia 1,22%.

No sector das telecomunicações móveis, a Vodafone Telecel [TLE] perdia 1,7% para os 7,53 euros. Hoje a casa mãe britânica anunciou que as vendas das suas filiais na Alemanha e Itália deverão atingir 19,4 mil milhões de euros em 2006. Os investidores não gostaram dos números e a empresa atingia um mínimo desde 1998.

A Impresa [IPR] regredia 1,19% para os 2,49 euros, no dia em que a Schroder Salomon Smith Barney aumentou o «preço-alvo» da Impresa de 2 para 2,45 euros, mantendo a recomendação de «neutral, alto risco», afirmando que o plano de corte de custos da empresa liderada por Pinto Balsemão começa a dar frutos.

No sector da banca, o Banco Comercial Português [BCP] trepava 3,54% para os 3,80 euros, «aproveitando o preço baixo do dia anterior», refere a mesma fonte.

O BPI [BPINN] perdia 0,41% para os 2,43 euros e o Banco Espírito Santo [BESNN] regredia 0,85% para os 11,65 euros.

A Electricidade de Portugal [EDP] puxava também o índice com uma subida de 0,44% para os 2,26 euros, ainda a beneficiar dos resultados trimestrais.

A Cimpor [CIMP], que ontem anunciou a compra de uma unidade fabril no Brasil, perdia 0,80% para os 19,85 euros.

A Jerónimo Martins [JMAR] arrastava 4,70% para os 7,91 euros e a SonaeCom [SNC] perdia 1,61% para os 2,45 euros, a reflectirem a apresentação de resultados e o aumento de capital para a empresa de novas tecnologias de Belmiro de Azevedo.

A Brisa [BRISA] regredia 1,48% para os 5,32 euros.

Ver comentários
Outras Notícias