Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euronext Lisbon segue a subir em contraciclo com as congéneres europeias

A bolsa nacional negociava em subida, em contraciclo com as congéneres europeias, com o PSI-20 a avançar 0,27%. A PT e o BCP eram os títulos que mais ajudavam à valorização do índice.

Bernardo Meira bmeira@mediafin.pt 19 de Novembro de 2003 às 13:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional negociava em subida, em contraciclo com as congéneres europeias, com o PSI-20 a avançar 0,27%. A PT e o BCP eram os títulos que mais ajudavam à valorização do índice.

O índice PSI-20 [PSI20] cotava nos 6.450,23 pontos, com sete das acções em subida, seis inalteradas e sete em queda, com 29,8 milhões de euros transaccionados.

«Os mercados bolsistas europeus estão a cair empurrados pelas desvalorizações nos sectores tecnológico e farmacêutico. A bolsa nacional está em contraciclo por não ter exposição a estes sectores», comentou o analista Pedro Coelho do Atrium.pt.

A valorização do euro – um factor com impacto reduzido na bolsa nacional – também pressionavas as acções europeias, sobretudo a das companhias exportadoras.

No sector da banca, o Banco BPI [BPI] liderava as perdas em 0,37% para os 2,67 euros, em contraciclo com o Banco Comercial Português (BCP) [BCP] que avançava 0,60% para os 1,67 euros, com 1,6 milhões de títulos movimentados. O Banco Espírito Santo (BES) [BESNN] mantinha-se inalterado nos 12,35 euros.

O cidadebcp, portal do BCP atingiu um milhão de clientes registados, meta que o banco tinha como objectivo atingir no final desde ano.

A Portugal Telecom (PT) [PTC] apreciava 0,67% para os 7,55 euros e a PT Multimédia perdia 0,13% para os 14,98 euros. A Pararede [PARA] mantinha-se inalterada nos 0,30 euros, liderando o volume de transacções com 4,3 milhões de títulos negociados, juntamente com a eléctrica nacional EDP [EDP] que se mantinha inalterada nos 1,99 euros, com 1,7 milhões de títulos transaccionados.

«A Pararede continua a ser um título muito atractivo para o pequeno e médio investidor, por ser um título barato e apresentar fortes indícios de reestruturação no curto prazo», referiu o mesmo analista. Ontem a empresa atingiu um máximo anual nos 0,31 euros.

A Sonaecom disse ontem que está a analisar o «dossier» da venda da operadora de televisão por cabo Cabovisão, um movimento que a Espírito Santo Research considera negativo para a empresa de Paulo Azevedo, pois a vai afectar a sua performance financeira. A Sonaecom [SNC] ganhava 0,47% para os 2,13 euros.

Na corrida ao concurso público internacional para a gestão integrada da implementação do projecto de alta velocidade ferroviária (TGV), a Brisa [BRISA] valorizava 0,19% para os 5,33 euros, enquanto a Sonae SGPS [SON] mantinha-se inalterada nos 0,66 euros.

A Teixeira Duarte [TXDE] recuava 1,27% para os 0,78 euros, no dia em que foi anunciado que a empresa vai investir 270 milhões de euros no complexo de escritórios Lagoas Park, no concelho de Oeiras.

Ver comentários
Outras Notícias