Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euronext Lisbon segue sem volatilidade nem liquidez; PSI20 cede 0,01%

A Euronext Lisbon continuava a ser pressionada pelo BCP que empurrava o PSI20 para uma descida de 0,01%, mas a subida de 0,59% da EDP ajudava a amenizar as perdas. Os investidores aguardam dados macro-económicos nos EUA para intervir no mercado.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 16 de Agosto de 2002 às 12:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Euronext Lisbon continuava a ser pressionada pelo BCP que empurrava o PSI20 para uma descida de 0,01%, mas a subida de 0,59% da Electricidade de Portugal (EDP) ajudava a amenizar as perdas. Os investidores aguardam dados macro-económicos nos EUA para intervir no mercado.

O PSI20 [PSI20] deslizava para 5.958,13 pontos, com 25% das acções em queda, sete inalteradas e as remanescentes oito a valorizarem.

De acordo com um operador da L.J. Carregosa, «o mercado tem estado muito parado, e a fraca liquidez impedia o PSI20 de imitar os ganhos que se faziam sentir em Espanha», onde o IBEX 35 somava mais de 3%, «a beneficiar da subida de ontem nas restantes praças europeias».

A mesma fonte acrescenta que «os investidores estão a adiar as decisões de investimento para depois de se conhecer os valores dos dados macro-económicos que serão divulgados nos Estados Unidos (EUA)».

O índice de preços do consumir (IPC) e as vendas a retalho norte-americanas serão anunciados ainda antes da abertura das Bolsas nos EUA, que deverão iniciar o dia em queda, segundo as indicações dos futuros sobre o Nasdaq e o S&P 500. Após a abertura, a Universidade de Michigan publicará os dados relativos à confiança dos consumidores.

Em Portugal, e a pressionar o índice, o Banco Comercial Português (BCP) [BCP] caía 0,71% para os 2,78 euros, o Banco Espírito Santo (BES) [BESNN] resvalava 0,54% para os 11,14 euros, enquanto a Cimpor [CIMP] caía 1,57% para os 18,18 euros.

A amenizar a queda do PSI20, os títulos da Electricidade de Portugal (EDP) [EDP] cresciam 0,59% para os 1,71 euros, dominando a liquidez com 2,87 milhões de acções a trocarem de carteiras. «O registo de algumas passagens tem ajudado a liquidez da eléctrica», disse a mesma fonte.

A Brisa [BRISA] conservava uma valorização de 0,57% para os 5,28 euros, mas a Sonae SGPS [SON] voltavam ao valor de fecho de quarta-feira de 0,51 euros.

No sector das telecomunicações, enquanto a espanhola Telefónica acumulava uma valorização de 4,2%, a Portugal Telecom (PT) [PTC] crescia apenas 0,17% a cotar nos 5,99 euros. A Vodafone Telecel [TLE] e a SonaeCom [SNC] cresciam 0,13% e 0,55%, cada.

Ver comentários
Outras Notícias