Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Europa encerra a cair penalizada pelo petróleo

As principais praças europeias encerraram hoje a desvalorizar, condicionadas por novos preços recorde do petróleo nos mercados internacionais, com as farmacêuticas e fabricantes automóveis a liderarem as perdas. O Dow Jones Stoxx 50 recuou 0,67%, para 2.6

Isabel Aveiro ia@negocios.pt 14 de Outubro de 2004 às 17:26
  • Partilhar artigo
  • ...

As principais praças europeias encerraram hoje a desvalorizar, condicionadas por novos preços recorde do petróleo nos mercados internacionais, com as farmacêuticas e fabricantes automóveis a liderarem as perdas. O Dow Jones Stoxx 50 recuou 0,67%, para 2.696,34 pontos.

O índice alemão DAX [dax] desvalorizou 0,89%, para 3.940,46 pontos. A segunda maior farmacêutica alemã, a Bayer, caiu 1,9%, para 22,13 euros. A construtora automóvel DaimlerChrysler recuou 1,8%, para 33,95 euros.

Em Amesterdão, o AEX caiu 0,84%, para 328,73 pontos. O grupo financeiro ING caiu 1,59%, para 20,98 euros, no dia em que foi conhecido que irá reduzir a sua participação de 87,2% para 75% no banco polaco ING Bank Slaski, devido a alterações na legislação da Polónia, que diminui o patamar máximo de capital estrangeiro nas empresas daquele país da Europa de Leste.

O índice francês CAC-40 [cac] recuou 0,80%, para 3.664,95 pontos. A Renault, segunda maior fabricante automóvel da França, desvalorizou 2,5%, para 64,35 euros.

Em Londres, o índice FTSE [ukx] deslizou 0,12%, para 4.629,40 pontos. A Vodafone perdeu 1,29%, para 134 pence.

O índice espanhol IBEX-35 [ibex] perdeu 0,49%, para 8.255,50 pontos. A operadora de telecomunicações Telefónica liderou as perdas, ao recuar 0,94%, para 12,64 euros. O banco Santander travou uma maior queda do índice, ao avançar 0,72%, para 8,41 euros, no dia em que obteve a aprovação dos accionistas do Abbey National para a realizar a compra desta instituição financeira britânica.

Ver comentários
Outras Notícias