Mercados Europa encerra mista com subida do euro a penalizar exportadores

Europa encerra mista com subida do euro a penalizar exportadores

As praças europeias encerraram hoje em terreno misto, com a valorização do euro – que hoje atingiu um novo máximo histórico face ao dólar – a penalizar as empresas que mais exportam para os EUA. O Dow Jones Stoxx 50 recuou 0,20%, para 2.756,45 pontos.
Isabel Aveiro 08 de novembro de 2004 às 17:31

As praças europeias encerraram hoje em terreno misto, com a valorização do euro – que hoje atingiu um novo máximo histórico face ao dólar – a penalizar as empresas que mais exportam para os EUA. O Dow Jones Stoxx 50 recuou 0,20%, para 2.756,45 pontos.

A moeda que une 12 Estados da Europa valorizou 6% face à divisa norte-americana nos últimos 12 meses, tendo atingido hoje o mínimo histórico de 1,2987 dólares, com os mercados e recearem uma nova subida do défice da maior economia mundial.

A valorização do euro penaliza principalmente as empresas que mais exportam para o mercado norte-americano, como a BASF. A maior fabricante mundial de materiais químicos, que faz 21% das suas vendas na América do Norte, caiu 0,30%, para 50 euros. Já a DaimlerChrysler avançou 1,02%, para 33,55 euros, depois de um analista da Goldman ter revisto a sua recomendação de «in-line» para «outperform». No final da sessão, o índice alemão DAX [dax] encerrou a valorizar 0,13%, para 4.068,97 pontos.

Em Amesterdão, o índice AEX avançou 0,19%, para 337.00 pontos. A maior rede de dados de comunicação do mundo, a Equant, avançou 8,90%, para 3,67 euros. A companhia beneficiou de rumores de mercado, que defendem que a France Télécom, que detém 53% da holandesa, poderá adquirir o restante capital no próximo ano.

Em Madrid, o índice IBEX-35 [ibex] ganhou 0,09%, para 8.578,10 pontos. A operadora Telefónica, que acordou hoje a venda de 14,5% da Infonet, avançou 0,15%, para 13,38 euros.

O índice francês CAC-40 [cac] perdeu 0,11%, para 3.776,99 pontos. O grupo vidreiro Saint-Gobain, o maior da Europa, recuou 0,52%, para 44,31 euros. A companhia francesa realizou 18% da sua facturação nos EUA em 2003.

Em Londres, o FTSE [ukx] deslizou 0,49%, para 4.716,60 pontos. O grupo British Telecom caiu 0,91%, para 190,5 pence, no dia em que anunciou que pretende adquirir a norte-americana Infonet Services, por 965 milhões de dólares, operação que espera esteja concluída no primeiro semestre de 2005.




Marketing Automation certified by E-GOI